Arte

Arte em Nova York: 8 museus imperdíveis na Big Apple

Confira o roteiro de museus que você não pode perder na próxima visita a Nova York
Reading time 5 minutes

Nova York é um verdadeiro paraíso para os amantes de arte. Por isso te levamos pelos principais museus e fundações artísticas imperdíveis na cidade - a começar pelos destaques: o Moma e o Metropolitam Museum. Se você é iniciante no roteiro e ainda não conhece eles, já pode incluir os dois como prioridade máxima. Confira! 

Moma 

O Museu de Arte Moderna tem sempre exposições fantásticas (no momento a maior exposição já realizada sobre a artista brasileira Tarsila do Amaral) além de um delicioso restaurante, cafés e uma loja super bacana com objetos de décor, edições limitadas, inspirados nas exposições realizadas no museu. Também tem vários presentinhos descolados para você trazer paras as amigas, família etc.
 

Met

O Metropolitan Museum, conhecido como The Met, é um dos museus mais importantes e visitados, ficando apenas atrás do Louvre. Possui uma grande coleção de pintura europeia dos séculos XII-XX, obras de arte antiga (grega, romana, egípcia, assírio–babilónica) e oriental. Tem também pinturas e esculturas de artistas norte-americanos contemporâneos. São muito importantes as secções dedicadas a instrumentos musicais, armas e indumentária.

 

Passada essa fase é fundamental conhecer os “filhotes” desses dois grandes museus: o Moma PS1 e o Met Breuer.

Moma PS1

Nos anos 60 era uma escola pública abandonada em Long Island City. Fundada por Alanna Heiss no começo dos anos 70, tornou-se a primeira instituição de arte sem fins lucrativos dedicada exclusivamente a arte contemporânea.  Em 2000, o P.S.1 Contemporary Art Center filiou-se ao Moma, mantendo o caráter provocativo, questionador e experimental na curadoria das exposições! É realmente demais e merece muito a saída de Manhattan!

Met Breuer

Museu mais cool de Manhattan, endereço super local chic, no Upper East Side. É pequeno, fresh e tem sempre exposições consistentes. Dentro do museu tem o restaurante Flora Bar. A arquitetura é maravilhosa. Os quarteirões em torno do Breuer têm lojas bacanas com moda e design.

 

Dia Beacon

Ah, Dia Beacon! Essa fundação é um caso a parte. Fundada em 2003, por Heiner Friedrich e Philippa de Menil, em uma antiga fábrica de embalagens dos biscoitos Nabisco. Os espaços gigantescos e a luz natural são perfeitos para expor obras de arte em escala monumental que não caberiam em museus tradicionais. Todos os trabalhos expostos são site-specific (exceto Louise Bourgeois)  e possuem em comum uma absoluta sofisticação estética.

Neue Galerie

O Neue Galerie New York abriga o famoso e polêmico quadro “A Dama de Dourado” de Gustav Klimt. Fundação tem uma coleção permanente de arte e design alemão e austríaco do início do século XX, exibida em dois andares. O prédio é de 1914 e é considerado um dos projetos mais sofisticados da Quinta Avenida. A bookstore e o restaurante possuem uma aura vintage chic que por si só já valem o passeio!

Pioneer Works

É um centro cultural com um formato diferente. Num prédio super descolado de quatro andares, acontecem exposições importantes, performances e debates sobre arte, no jardim, com almoços, jantares e drinks.  No segundo andar é aonde os artistas efetivamente vivem, dormem, estudam. O terceiro e quarto andares são estúdios apropriados para a produção de cada técnica específica como fotografia, escultura, pintura, mídia digital etc. Muito bacana, acho que você deveria conhecer! 

Guggenheim Museum

Fundado em 1937 por Solomon Robert Guggenheim para compartilhar com as pessoas sua importante coleção de arte. Em 1959 Solomon decidiu expandir e contratou o arquiteto Frank Lloyd Wright para desenvolver o projeto do museu que se tornou um marco na arquitetura de NY e o título oficial de Marco Histórico dos Estados Unidos. Possui coleção permanente e um incrível calendário anual de exposições.

Fotos: Flavia Millen e Divulgação

posts relacionados

posts recomendados