Arte

Fundação Serralves: conheça o reduto de arte e arquitetura em Portugal

O espaço, considerado como um dos mais bem-sucedidos projetos culturais do país, é parada obrigatória para os amantes de arte contemporânea e arquitetura.
Reading time 2 minutes

Coladinha ao centro da cidade de Porto, em Portugal, está a Fundação Serralves. O conjunto de museu e parque não está no roteiro principal de quem passa pela cidade, mas é parada obrigatória para os amantes de arte e arquitetura moderna e contemporânea.

A fundação como um todo abriga a Casa Serralves, o Museu de Arte Contemporânea e o Parque Serralves. Ela é classificada como “Monumento Nacional” de Portugal e considerada hoje um dos mais bem-sucedidos projetos culturais do país, com reconhecimento internacional - a Revista Forbes comparou sua importância com o Tate Modern Museum, de Londres. 

Com apenas 10 euros é possível ter acesso a toda a Fundação (se estiver com menos tempo ou quiser apenas passear ao ar livre, é possível adquirir um ticket de 5 euros apenas para o parque, que já vale a visita).

Passeando pelos jardins (com vibes de Inhotim, no Brasil) do Parque Serralves, somos recebidos logo pela obra Plantoir (2001) de Claes Oldenburg & Coosje van Bruggen. Alguns labirintos e obras depois, encontramos a Casa Serralves, talvez a "obra" mais incrível de toda a fundação.

Construída nos anos 30 do século XX, a Casa Serralves é um exemplar único da arquitetura art déco. Uma viagem no tempo na obra dos arquitetos Charles Siclis e José Marques da Silva, e pertenceu ao Conde Carlos Alberto Cabral antes de virar parte da Fundação. Logo em frente, um jardim igualmente magnífico nos leva a continuação do parque.

O Parque de Serralves tem no total 18 hectares e é composto por uma grande diversidade de magníficos espaços harmoniosamente interligados: jardins formais, matas e uma quinta tradicional. Projetado pelo arquiteto Jacques Gréber nos anos 30 do século XX, é uma referência singular no património da paisagem em Portugal. 

O Museu de Arte Contemporânea de Serralves merece mais algumas horas da visita. O museu mais visitado de Portugal foi projetado por Álvaro Siza em 1991 e é composto por salas de exposição permanentes e sazonais, além de uma biblioteca própria. 

Mais informações em serralves.pt

posts relacionados

posts recomendados