Beleza

Conheça a estética funcional, a tendência de beleza que está dominando o mercado

Indo na contramão da toxina botulínica, que paralisa os músculos, homens e mulheres buscam na estética funcional a conquista de uma pele mais íntegra, firme e iluminada
Reading time 6 minutes
Foto: Coffeeandmilk/ Getty Images

Muita gente procura na consagrada toxina botulínica a saída para congelar a ação do tempo – ela relaxa a musculatura da face, evitando que a contração gere rugas e linhas de expressão. Já os que querem tratamentos menos invasivos preferem técnicas como a acupuntura eletroestimulada e aparelhos com pulsos ou massagens por ondas, em uma febre de homecare devices que só aumenta. 

 

Tal caminho tem um nome que ecoa cada dia mais na área do cuidado facial: a estética funcional. Nela, o paciente trata as principais queixas do momento como também cria, com o especialista, um plano de ação que encara o inevitável envelhecimento como algo normal, mas que pode ser retardado por meio de métodos que fortalecem pontos que estruturam a face, como os músculos e a pele.

#PartiuTreino

O tecido muscular, do rosto ou corpo, tem como característica a capacidade de contração, mantendo, através dessa tensão, o tônus de seu entorno. Em desuso, o músculo enfraquece, o que ocorre com a aplicação da toxina botulínica. “O período de paralisação causada pela toxina varia de quatro a seis meses. A questão a ser discutida é a qualidade dessa musculatura ao longo do tempo, pois ela fica estática, sem oxigenação e com menor aporte de nutrientes”, diz Sueli Szterling, terapeuta facial e corporal do Kurma Spa, em São Paulo. 

 

Como “malhar” os músculos de uma área tão delicada quanto a face e fazer com que tais estruturas ajudem a manter a juventude? A resposta pode estar em gadgets para o estímulo elétrico controlado. “Os pulsos elétricos gerados por essa categoria de aparelhos faciais com eletrodos produzem contrações musculares rítmicas. É uma espécie de ginástica facial que melhora o tônus e, consequentemente, dá mais sustentação à pele”, diz Natássia Pizani, dermatologista de Guaxupé (MG). 

 

Para que o resultado apareça, entretanto, é necessário disciplina. Em média, quem entrar na onda precisa separar 15 minutos, quatro vezes na semana, para passar um gel que conduz os pulsos e participar dessa ginástica involuntária usando um headset, que parece com um fone de ouvido. Além de deixar o rosto mais firme, aparelhos com a tecnologia de estimulação muscular eletrônica (EMS) melhoram a circulação local e causam um efeito de lifting nas bochechas, na lateral dos olhos e na testa.

Agulhas turbinadas

Outra possibilidade para quem quer entrar na onda da estimulação com eletrodos é investir em uma modalidade chinesa que começa a se popularizar em São Paulo. Chamada de acupuntura eletroestimulada, a técnica precisa ser feita com o acompanhamento de um terapeuta, já que envolve agulhas e pequenas pinças carregadas de energia. “Os eletrodos associados à acupuntura são benéficos para a tonificação da face ou seu relaxamento”, explica Esther Halfon, acupunturista do Hair Spa C. Kamura. Segundo a especialista, as fibras musculares se deterioram não apenas por causa do tempo, mas também por impacto do sol na pele, emagrecimento rápido e hábitos como o tabagismo. “Porém, com a técnica da eletroestimulação unida aos benefícios da acupuntura, conseguimos diminuir a aparência de rugas, especialmente as que se formam verticalmente na região dos lábios, o código de barra”, diz. 

 

A indicação do tratamento é semanal. Para um protocolo completo, são necessárias dez sessões de uma hora. Após finalizar a manobra, ocorre uma avaliação com o terapeuta para analisar se deve haver mais encontros, porém com intervalos maiores, de 15 dias.

No App

Após ser eleito o acessório de limpeza facial queridinho das apaixonadas por skincare, o massageador Luna, da sueca Foreo, também desembarcou no terreno dos passos por uma pele mais firme. Chegando à terceira geração, o aparelho, que se conecta ao smartphone via Bluetooth, apresenta um programa de massagem. São quatro estímulos: para os olhos, o pescoço e a linha do queixo, são dois minutos de pulsações sônicas de baixa intensidade para, respectivamente, firmar o contorno e reduzir a flacidez e as linhas de expressão. Para o contorno de mandíbula e bochechas, são quatro minutos. “Usar devices como o Luna 3 é uma tendência que pode ajudar na estimulação da circulação local. O meu único receio com isso é a frustração das pessoas ao não conseguir manter o ritmo do tratamento, que demanda engajamento. E não dá para esperar resultados como os vistos com laser e ultrassom. A beleza funcional é sim um caminho, mas ele merece ser percorrido com realismo”, fala Edy Guimarães, esteticista de São Paulo.

1585081258086257 img50

Ageless Wonder, Cosmobeauty by Basall

Eletrodos de estimulação facial, para efeito de lifting. R$1.899

1585081341384728 img54

Luna 3, Foreo

Limpador e massageador com pulsão sônica para melhorar a absorção de produtos e relaxar pontos de tensão muscular da face. R$1.199

Tags

posts relacionados

posts recomendados