BAFTA 2018: Kate Middleton se abstém de protesto político Time’s Up
Cultura

BAFTA 2018: Entenda porque Kate Middleton não aderiu ao movimento Time’s Up

Embora os astros do cinema e demais celebridades tenham comparecido ao "Óscar britânico" vestindo preto como parte da iniciativa, Kate optou por não aderir e apareceu em um belo vestido verde escuro.
Reading time 1 minutes

Embora nos últimos dias tenha-se especulado sobre a aparição do casal real no evento de premiação do cinema britânico BAFTA, Kate Middleton, como é habitual entre os membros da família real, não se juntou à iniciativa proposta de protesto político.

O movimento “Time’s Up”, organizado por atrizes e cineastas contra o assédio e abuso sexual contra mulheres na indústria cinematográfica, propunha a ideia de que assim como nos últimos eventos do Globo de Ouro e Grammy, celebridades e artistas aproveitassem a atenção voltada às noites de tapete vermelho e escolhessem peças pretas como forma de demonstrar seu luto.

Angelina Jolie, Jennifer Lawrence, Lupita Nyong’o, Margot Robbie e Emma Roberts são alguns dos nomes que foram à cerimônia com roupas pretas – e, em alguns casos, broches do movimento.  

A Duquesa de Cambridge, porém, optou por se abster de qualquer tipo de posicionamento político, como é de praxe entre os membros da família real. Nesse sentido, Kate optou por um vestido verde escuro assinado pela estilista Jenny Packham, além de saltos da grife Prada e joias com diamantes e esmeraldas. Ela chegou ao evento recepcionado no Royal Albert Hall ao lado de William, presidente do BAFTA desde 2010.  

posts relacionados

posts recomendados