Formation Scholars, programa de bolsas de estudo da Beyoncé
Cultura

Formation Scholars, programa de bolsas de estudo da Beyoncé

Queen B investe em projeto para ajudar estudantes e calar o preconceito
Reading time 3 minutes

Para comemorar um ano do lançamento do albúm “Lemonade”, Beyoncé preparou uma genial iniciativa dando continuidade ao seu projeto de encorajamento feminino e luta contra o preconceito racial.

Para esclarecer melhor, o título “Lemonade” refere-se as mulheres negras que usavam suco de limão sobre a pele, na tentativa de clareá-la.

Com o objetivo de alertar positivamente suas fãs, a queen B escreveu letras que falavam abertamente sobre machismo e preconceito racial.

O impacto foi mundialmente reconhecido, gerando influência no destino de jovens e mulheres maduras que ainda sofrem com essas questões.

Dando continuidade ao projeto, Beyonce resolveu comemorar o aniversário do albúm investindo no The Formation Scholars Award, bolsas de estudo que foram distribuídas entre quatro renomadas universidades dos EUA: Berklee College (na Califórnia), Howard University (em Washington), Parsons School of Design (em Nova York) e Spelman College (na Geórgia).

A cantora irá custear os estudos de alunas que foram selecionadas com os seguintes critérios:

 

"mulheres destemidas, que não têm medo de pensar fora da caixa, super criativas, conscientes e confiantes", Beyonce

A busca foi focada em estudantes com interesses em arte, música, literatura e estudos afro-americanos.

Esta semana foi divulgado os nomes das seguintes premiadas:

 

Maya Rogers, a compositora e vocalista que já enfrentou uma grave doença cerebral seguirá seus estudos em Howard na área de terapia musical. Segundo ela a musica é um poderosa ferramenta para aliviar as doenças físicas e emocionais.

Sadiya Ramos, dançarina do Ballet de São Francisco, a candidata irá cursar sua bolsa em Berkley. Muito dedicada a dança, já treinou com professores como Arthur Mitchel, do Dance Theater of Harlem.


 

Bria Paige optou pela Spelman, onde aprofundará seus estudos de língua inglesa direcionado para o feminismo das mulheres negras. "Experienciar a música de Beyoncé rompe a fronteira entre o pessoal e o político, influenciando a cultura ao redor do mundo", disse.

Avery Youngsblood irá seguir estudos na Parsons School of Design, Nova York, onde continuará com o foco na interação social em sociedades multiculturais.

 

posts relacionados

posts recomendados