Cultura

Michelle Obama deu importante conselho à “personalidade do ano” Greta Thunberg

A ex-primeira dama afirmou: “Não deixe que diminuam a sua luz. Ignore os que duvidam e saiba que muitas pessoas torcem por você.”
Reading time 6 minutes
Foto: Reprodução Instagram @michelleobama

Na semana passada, o nome de Greta Thunberg esteve mais em alta do que nunca. A menina de apenas 16 anos que ganhou a atenção do mundo a partir de suas atitudes de protesto a favor do meio-ambiente ganhou também, no último dia 11/12, a capa da famosa revista TIME como “Personalidade do Ano”.

O “feito” aconteceu justamente no dia seguinte que a menina foi chamada de “pirralha” pelo presidente Jair Bolsonaro depois que se posicionou a favor do povo indígena brasileiro, o que em si já tinha causado grande polêmica na mídia.  

Depois da escolha por parte do respeitado veículo americano, ainda, foi vez do presidente americano Donald Trupm debochar de Greta. Em seu twitter com mais de 60 milhões de seguidores, ele escreveu:Greta must work on her Anger Management problem, then go to a good old fashioned movie with a friend! Chill Greta, Chill" que em tradução livre lê-se: “Greta precisa trabalhar para administrar seu problema de raiva, então ir ver um bom filme antigo com um amigo! Relaxa Greta, relaxa!”.

Depois das polêmicas afirmações por parte dos dois, foi vez, então, da ex-primeira dama Michelle Obama dar a sua opinião sobre a pequena ativista. Em seu twitter, por sua vez, ela escreveu: “Don’t let anyone dim your light” defendeu Michelle. E ainda continuou: “Like the girls I’ve met in Vietnam and all over the world, you have so much to offer us all. Ignore the doubters and know that millions of people are cheering you on.” Ou “Como as mulheres que encontrei no Vietnã e em todo o mundo, você tem muito a oferecer a todos nós. Ignore os que duvidam e saiba que milhões de pessoas estão torcendo por você” escreveu destacando a importância de seu trabalho até aqui.

1576874696874335 twittermichelle
Reprodução Twitter @michelleobama

Para quem acha que ainda sabe pouco sobre a história da menina, em um breve resumo, tudo começou em agosto de 2018 quando ainda aos 15 anos a sueca decidiu faltar à aula para protestar contra as recentes ondas de calor e incêndios que afetavam o seu país na época. Neste dia, ela sentou-se em frente ao prédio do Parlamento sueco com um cartaz que dizia: “Em greve escolar pelo clima.”.

Naquela sexta-feira, sozinha, ela iniciou uma grande mobilização ao redor do mundo que se repetiu a cada próxima sexta da semana. Outros jovens de outros países se inspiraram em sua atitude e passaram a se unir e pedir pelo cumprimento por parte das autoridades sobre a redução da emissão dos gases de efeito estufa.

O movimento ficou conhecido como “Fridays for Future” (‘sextas-feiras pelo futuro’, em tradução livre) e, desde então, a jovem já esteve presente em locais como COP25 (Conferêncioa da ONU pelo clima) e TED, sempre com a intenção de chamar todas as atenções para o tema do meio-ambiente e suas graves e drásticas mudanças climáticas.   

Seu mais famoso discurso a respeito do assunto fora, porém, na Cúpula do Clima na sede das Nações Unidas em setembro deste ano. Em seu discurso na data, ela afirmou: “Vocês roubaram meus sonhos e minha infância com suas palavras vazias. Isso está errado, eu não deveria estar aqui. Eu deveria estar na escola, do outro lado do oceano.”

Com a fala, a jovem ativista denunciou a falta de ações concretas dos chefes de estado a respeito do clima e responsabilizou os adultos em geral por não fazerem o bastante para proteger o meio ambiente.

Na ocasião, a jovem sueca reforçou que não há políticas e soluções à vista e que não acredita quando líderes mundiais dizem que escutam os mais jovens e entendem a urgência que devem tomar as decisões.

"Por mais de 30 anos a ciência foi clara. Como ousam seguir ignorando os alertas e vir aqui para dizer que estão fazendo o bastante? Se vocês realmente entendessem essa situação, e ainda assim seguissem falhando em suas ações, então vocês são maus. E nisso eu me recuso a acreditar."

E ainda afirmou: "Aqui, agora, vamos definir os limites. O mundo está acordando. A mudança está vindo, quer queiram, quer não."

 

posts relacionados

posts recomendados