Fashion Week

Cruise 2019: Descubra a nova coleção da Dior

A maison francesa apresentou sua linha resort nos estábulos do Castelo de Chantilly, na França
Reading time 3 minutes

É no museu dedicado ao universo equestre e sob uma chuva torrencial que Maria Grazia Chiuri, diretora criativa da maison Dior, apresentou sua cruise collection 2019 na útima sexta, 25. 

 

A grife montou uma arena de equitação ao ar livre para receber celebridades como Chiara Ferragni e Alexa Chung, além de editores de moda do mundo inteiro. Sob a chuva, todos se escondiam em seus guarda-chuvas e casacos na primeira fila. 

 

A atmosfera é teatral. É a moda como um espetáculo! E por falar em espetáculo, o show começou com as escaramuças mexicanas dançando com seus cavalos poderosos no meio da arena. Nada poderia pará-las. E assim as modelos entram na passarela como se a chuva não as incomodasse e atravessam o caminho de madeira com passos orgulhosos e verdadeiros - às vezes esboçando um sorriso. Com este desfile, Maria Grazia Chuiri homenageia as escaramuças, cavaleiras mexicanas tradicionais que lutaram pelo direito de participar da prática da charreada (uma espécie de rodeio que consiste em realizar diversos objetivos enquanto o público torce - da mesma forma que os homens). Não é apenas sua força que é celebrada no desfile, mas também seu traje: saias soltas, bordados, e chapéus grandes que inspiraram a diretora artística das coleções femininas da Dior.

Os casacos arqueados como uma perfeição estética em movimento são usados ​​com saias amplas e extravagantes - tudo marcado por cintos altos. O toile de Jouy, uma clássica estampa feita na França, é modernizado com desenhos de animais selvagens e usado até mesmo na nova it-bag da maison (apostamos que ela estará na lista de espera antes mesmo de sua chegada nas lojas). Outro hit de sucesso, com certeza, serão as botas pretas emborrachadas, que vimos fazer um match perfeito com as anáguas (assinaturas da designer italiana) e a jaqueta Bar (ícone da casa). Os chapéus de palha de abas largas, feitos por Stephen Jones, são usados ​​com vestidos brancos, bordados de acordo com métodos tradicionais de fabricação, com detalhes de renda (especialidade de Chantilly) em versões gráficas pelo uso do preto.

 

O artesanato e a transmissão da herança estão no centro desta coleção. As mulheres são múltiplas: as do monsieur Dior, as amazonas, as do romance "A casa dos Espíritos" da autora chilena Isabel Allende, e as de hoje, vistas por Maria Grazia desde sua chegada a Dior. Com esta segunda cruise collection, mais uma vez viu-se a mistura perfeita do feminino e masculino como propõe a designer italiana. 

Clique na galeria abaixo para ver todos os looks: 

/

posts relacionados

posts recomendados