Fashion Week

Gucci declara que não vai mais seguir o calendário da moda

A grife italiana compartilhou notícia histórica via Instagram
Reading time 3 minutes

Estamos vivendo um momento histórico e emblemático em todas as esferas das nossas vidas; na moda, não seria diferente. Depois de fashion weeks canceladas, desfiles acontecendo online e grandes conglomerados do varejo declarando falência, é a vez de mais um grande passo: a Gucci fez um anúncio surpresa neste último fim de semana, confirmando que não vai mais seguir o tradicional calendário da moda. 

 

Ainda não se sabe se a marca vai deixar de apresentar suas coleções em formatos de desfiles ou criará seu próprio (e, com certeza, criativo) formato, mas o certo é que a grife de Florença passará a fazer eventos com lançamentos apenas duas vezes por ano. Em carta, Alessandro Michele, diretor criativo da Gucci desde janeiro de 2015, conta: 

“Decidi construir um novo caminho longe de deadlines consolidados na indústria e distante dessa performance excessiva que hoje não faz mais sentido”, ele começa. "Vou abandonar o ritual desgastado das sazonalidades para recuperar uma nova cadência, mais próxima da minha maneira de se expressar", disse o designer Alessandro Michele em um diário publicado no Instagram da Gucci.

 

“Nos reuniremos apenas duas vezes por ano para compartilhar os capítulos de uma nova história. Serão capítulos irregulares, impertinentes e profundamente livres. Eles serão escritos misturando as regras e os gêneros. Alimentam-se de novos espaços, códigos linguísticos e plataformas de comunicação".

E segue: “Gostaria de abandonar todos os protocolos e regras que caracterizaram o nosso mundo até então: cruise, pre-fall, primavera/verão, outono/inverno… Elas já me parecem palavras obsoletas e sem sentido. Rotulam o resultado de um discurso impessoal, cujo significado perdemos”. 

 

Podemos esperar, então, uma revolução em todo o cenário da moda? A notícia da Gucci vem semanas depois da Yves Saint Laurent, uma das marcas mais simbólicas e tradicionais da França, confirmar que não estará na programação da próxima Semana de Moda de Paris em 2020. Assim como a Gucci, grife francesa vai seguir seu próprio ritmo criativo e de produção, cancelando sua presença nas datas pré-estabelecidas do calendário fashion internacional. A Giorgio Armani também abandona o calendário de Ala Costura e o designer belga Dries Van Noten lidera uma iniciativa para promover uma desaceleração de todo o sistema da moda, revisando a necessidade das estações, métodos de armazenamento do estoque e liquidações. Com certeza, um novo momento! 

 

 

Tags

gucci

posts relacionados

posts recomendados