Fashion Week

SPFW 25 anos: veja os destaques do primeiro dia do evento

Marcas e estilistas optaram por apresentar suas coleções através de plataformas digitais nesta temporada
Reading time 4 minutes
Lenny Niemeyer - Foto: Divulgação

O SPFW está comemorando nada menos que 25 anos em 2020 e se consolidando como o evento mais importante de moda na América Latina. E entre todos esses anos nunca houve um cenário tão desfavorável devido à pandemia e as restrições sociais que ela trouxe.

Mas as 36 marcas que participam do evento nesta temporada não desanimaram e aproveitaram a chance para experimentações virtuais e presença em grandes plataformas digitais, como Youtube e Instagram, e mostraram suas visões mesmo sem a tradicional platéia. Interessante observar como alguns criativos buscaram formas mais artísticas de apresentar suas coleções, com direito a colagens e fashion films com ares de documentário.  

A hora é de ousar, testar novos formatos e se questionar se as antigas estruturas ainda são válidas e como vão ser os novos direcionamentos do futuro. Reunimos aqui abaixo os principais destaques do primeiro dia do evento. 

Fernanda Yamamoto

Fernanda é o tipo de estilista que gosta de contar boas histórias através de suas roupas. Para isso, ela não poupa pesquisas com materiais, ténicas artesanais e modelagens inovadoras, sempre em busca de uma nova silhueta. Para a temporada, Fernanda se inspira na versatilidade dos palíndromo, que são palavras ou frases que podem ser lidas ser lida tanto da direita para a esquerda como da esquerda para a direita. 

 

Victor Hugo Mattos

Se pudesse definir em uma palavra o trabalh ode Victor Hugo Mattos, eu usaria o maximalismo. O estilista sempre traz peças repletas de aplicações e acabamentos incríveis, sempre dando prioridade ao trabalho manual e explorando a riqueza da matéria prima em sua totalidade. Para a temporada, Victor usa o sol como seu mote e rumo, e transforma a história dessa estrela -  desde seu nascimento ao alvorecer diário. -  em mapa de sua coleção.

 

Irrita

Assim cmo seu nome pode sugere, Irrita já nasceu colorida e divertida. Sua coleção tem energia e alegria de sobra, com direito a estampas e uma cartela que desafia os limites de combinação de cores. 

 

Isabela Capeto

A carioca Isabela Capeto volta mais uma vez para o SPFW. Sua coleção sugere um desenvolvimento de ideias através de uma construção de estampas e cores impecáveis.

 

ÀLG

Alexandre Herchcovitch sabe como ninguém criar desejos através de roupas com pegada mais comercial mas nem por isso menos interessante. Sempre apoiado a grandes parceiros, ele traz uma coleção literalmente pronta para vestir. Ele investe em street wear misturado com roupas esporte, extamente como um bom millennial gosta de se vestir. Outro destaque são os acessórios, como os protetores de queixo - será que essa moda pega?

 

 

 

Lenny Niemeyer

Assistir uma coleção da Lenny Niemeyer é sempre um deleite. A estilista gosta desse clima étero com vestidos esvoaçantes mas que sempre tem um visual extremamente chique - aliéas, essa palavra é perfeita para descrevê-la.

E nesta temporada ela não decepciona. Difícil falar de apenas um destaque, mas os vestidos-capa em formatos oversized, os biquínis repletos de recortes e cartela de cores energética são alguns dos pontos altos.

 

 

Tags

desfile
spfw

posts relacionados

posts recomendados