Hommes

O novo arranha-céu de Nova York pode se tornar o mais alto e sustentável do mundo

Surpreendentemente, a altura não é a característica mais impressionante da torre.
Reading time 2 minutes

O escritório de arquitetura Rescubika Creation revelou uma proposta para um prédio em Nova York, um arranha-céu residencial de 160 andares, que pode se tornar o segundo edifício mais alto do mundo, apenas alguns metros atrás do Burj Khalifa de Dubai. 

Surpreendentemente, a altura não é a característica mais impressionante da torre. O design futurista apresenta materiais de construção de madeira, junto com 8.300 arbustos, 1.600 árvores e outras 83.000 plantas. Esta matéria viva e orgânica não apenas faz uma declaração visual incrível, mas também funciona para sugar o carbono. A estrutura também está equipada com quase 2000 metros quadrados de painéis solares e 36 turbinas eólicas para produzir energia limpa.

1602270730384326 m2
1602270739006470 m4

Para lidar com as condições climáticas extremas da cidade, Mandragore, como foi batizado, contaria com uma rede de tubos subterrâneos para capturar o ar e circulá-lo por todo o edifício. A empresa também propõe a adição de um escritório doméstico em cada apartamento para aliviar a necessidade de deslocamento e, assim, reduzir ainda mais as emissões. Com a maioria da cidade trabalhando atualmente em casa por causa da pandemia, é uma sugestão que provavelmente pegaria.

Embora Mandragore seja apenas um conceito neste estágio, o edifício certamente ajudaria a cidade de Nova York reduzir emissões de gases de efeito estufa em 30% até 2030.

1602270876869637 m5
1602270899187284 m6
1602270974929319 m8

Tags

luxo
sustentabilidade

posts relacionados

posts recomendados