Hommes

Vice-presidente da Versace é vítima de racismo em abordagem policial

“Estou em Beverly Hills sendo revistado por comprar em uma loja da marca para qual trabalho porque sou negro”
Reading time 2 minutes

Durante um momento de compras pelas ruas de Beverly Hills, o atual vice presidente de tênis e calçados da grife italiana Versace foi abordado por policiais. Salehe Bembury foi revistado e orientado a manter as mãos acima da cabeça durante todo o tempo.

Segundos os policiais, a intervenção aconteceu pois receberam uma denuncia de que o estilista estava caminhadas pelas ruas desrespeitando faixas de pedestre e calçadas. Salehe provou que estava tudo bem, apresentou seus documentos e compartilhou em suas redes sociais um vídeo do final da ação policial dizendo que sofreu racismo de autoridades brancas. 

No vídeo, o vice presidente da Versace afirma: “Estou em Beverly Hills sendo revistado por comprar em uma loja da marca para qual trabalho porque sou negro” e o policial responde: “Você está criando uma narrativa completamente diferente”.

Donatella Versace, designer-chefe do Grupo Versace e irmã do fundador de uma das mais famosas grifes do mundo Gianni  compartilhou o vídeo do funcionário e reiterou a atitude racista das autoridades policiais: “Ele é consultor da Versace há muito tempo e o que ele viveu é totalmente inaceitável. Ele foi parado na rua apenas pela cor de sua pele. Força @salehebembury. Enviando amor e apoio”.

Tags

versace
celebridade

posts relacionados

posts recomendados