Moda

Casa de Criadores: Conheça as coleções de 7 novos talentos da moda brasileira

Alfaiataria, muito design, cores e ressignificado, foram alguns dos conceitos da noite de desfiles na Alameda Olga.
Reading time 4 minutes
FOTO: MARCELO SOUBHIA/FOTOSITE

O maior evento da moda autoral brasileira está a todo vapor! O segundo dia da Casa de Criadores começou com um pocket show de Ayana&Malanda, e seguiu com coleções de sete marcas.  Confira.

Koia

A coleção Caule foi projetada baseada na paixão, forma e textura presentes em aquarelas botânicas de diversas espécies. Das tulipas aos cardos, das rosas as hortênsias. Assim como a KOIA, a coleção enfatiza a forma no vestuário, no primor do acabamento e união do inusitado ao convencional. As formas e cores foram resignificadas de recortes das próprias ilustrações, de uma forma lúdica e irreverente. 

NotEqual

Fundada em Nova York em 2013, a NotEqual explora a inovação criativa através da moda e da arte. A marca se apresentou com uma coleção intitulada Art Brut, inspirada no movimento artístico criado por Jean Dubuffet em meados dos anos 40, que teve o intuito de dar visibilidade a artistas marginais ou completamente fora dos circuitos das academias e museus. As peças fogem das construções tradicionais, a alfaiatarias se desconstrói, as costuras se trespassam assim como as modelagens. Listras enfatizam dobras e recortes e obrigam o olhar a percorrer a peça como um todo. 

Bispo dos Anjos

A marca adentra nos desejos mais íntimos do homem, a partir de uma inquietação, de um descontentamento e questionamento quanto às restrições e limitações dentro do trajar masculino atual; seus valores morais, estéticos e comportamentais. Em sua coleção a Bispo dos Anjos reafirma sua proposta e identidade, adentrando a passarela com um novo frescor para atender as mais diversas faces e pluralidades das masculinidades existentes.

David Lee

Com uma linguagem urbana que mescla alfaiataria, sportwear e indumentária militar com elementos artesanais, principalmente o crochê a marca traz foco na moda masculina. David Lee constrói uma estética vibrante e gráfica com uma coleção que trata sobre o arquétipo do artista passional e inspirado e a sua relação com seu trabalho orientam esta coleção, definida também por uma intensidade ainda maior no jogo de oposições recorrentemente proposto pela marca. 

Diego Fávaro

Criada em maio de 2013, a Diego Fávaro optou por uma apresentar sua coleção com uma coreografia com dançarinos profissionais, ao invés de um tradicional desfile de moda. Intitulada PLACEBO, a coleção traz uma experiência de construção com um novo olhar sobre como vestimos nossos corpos. Suas peças trazem técnicas manuais de estamparia que transformam cada look, único.

Rocio Canvas

A coleção RC07 foi inspirada no registro das belezas não-óbvias, que faz a arqueologia de objetos, cores, texturas, formas e sentimentos do cotidiano do próprio criador.  “A coleção fala sobre o conforto de estar em casa, o cotidiano visto de dentro para fora”, anuncia a marca.

Felipe Fanaia

O desfile traz como inspiração o tradicional ABC bailão, localizado no centro de São Paulo, ele reúne o público homossexual com mais de 40, 50 anos, um espaço democrático, onde não existe padrão de beleza e vestimenta a ser seguido. Através dessa ótica a marca recriou na passarela a atmosfera e personagens tão importantes da história e cultura gay para ocupar um espaço de protagonismo.

O evento acontecerá até o dia 30 de novembro.

posts relacionados

posts recomendados