Moda

Chanel pode cancelar show em Hong Kong devido a protestos

As manifestações pelo país continuam pelo terceiro mês
Reading time 2 minutes

O mundo da moda está ansioso para o próximo dia 6 de novembro, quando a Chanel apresentará sua próxima Cruise Collection. Depois de passar por Nova York e Cuba, o local escolhido pela maison para o seu desfile resort é Hong Kong, mais precisamente o antigo terminal do aeroporto de Kai Tak. 

 

Mas, de acordo com o WWD, a marca estaria reconsiderando os seus planos. O motivo? A onda de protestos em larga escala que acontecem no território autônomo no sudeste da China há mais de três meses, que originaram devido a lei sobre a extradição de criminosos para a China continental.

“Como todas as marcas que operam em Hong Kong, estamos acompanhando de perto o desenvolvimento dos eventos, mas ainda não tomamos uma decisão final sobre a realização ou o cancelamento do evento”, disse o representante da Chanel à publicação.
 
 
A crise no país vai além da moda. Há algumas semanas, a atriz Liu Yifei apoiou a polícia de Hong Kong no caso em que alguns manifestantes acusavam a força para reprimir os protestos. Por causa disso, os usuários das redes sociais pediram um boicote ao remake do filme Mulan, do estúdio Disney, no qual ela é protagonista.

 

 

 

 

 

posts relacionados

posts recomendados