Moda

Louis Vuitton é a marca de luxo mais valiosa do mundo pelo 14º ano consecutivo

E, definitivamente, não a toa.
Reading time 4 minutes
Foto: Reproução Instagram @louisvuitton

É a décima quarta vez seguida que a marca Louis Vuitton ocupa a primeira posição no ranking que determina as marcas de luxo mais valiosas do mundo. A BrandZ ™ Top 10 Marcas de Luxo Mais Valiosas deste ano de 2019, mais uma vez, determina que depois de crescer 15% em termos de valor de marca para U$ 47,2, bilhões a LV continua liderando o topo da lista.


O consenso é que a marca continua crescendo impulsionada principalmente pela criatividade excepcional em todas as suas linhas que conseguem equilibrar tradição e inovação/modernidade, bem como a partir da venda de seus produtos icônicos em couro.


A notícia coincide com a publicação feita pela WPP neste mesmo mês de que o setor do luxo cresceu mais do que qualquer outra categoria no ranking das 100 Marcas Globais Mais Valiosas. O valor geral estimado é de 29%, o que corresponde a mudança de US$ 38 bilhões para U$ 171,3 bilhões.

 
A explicação parece residir no fato de que o setor vem sofrendo mudanças quanto a questão de exclusividade e acessibilidade. Dois públicos passam a ser constantemente atraído: consumidores tradicionais mais velhos que querem se conectar a um espírito mais jovem e inclusivo e um publico mais jovem aspirante do luxo que paga por um item de ponto de entrada e com valor simbólico.

Já sobre uma questão geográfia, são as marcas francesas que dominam o ranking. Depois de LV em primeito lugar, está a Chanel em segundo com o valor de U$ 37 bilhões e a Hermès em terceiro com U$ 31 bilhões. Juntas, as três marcas francesas compõem o TOP 3 no ranking de luxo global, ao mesmo tempo que são as três marcas francesas mais valiosas quando em comparação a qualquer outra indústria e setor. 


Já a Dior, que ocupa o 8º lugar, aparece como a marca de crescimento mais acelerado, com um aumento de 29% de valor de marca e tendo chegado ao valor de U$ 4,66 bilhões. Vale mencionar que suas linhas de beleza e perfume têm contribuição para seu forte desempenho. 


Sobre a recente notícia, Elspeth Cheung, Diretora Global da Global BrandZ Valuations na Kantar, comenta: “Embora o número de pessoas capazes de comprar produtos de luxo permaneça limitado, a mídia social está expandindo a oportunidade para que mais pessoas apreciem marcas de luxo à medida que se tornam mais relacionáveis, ajustando o engajamento de mídia social e inovando nas lojas físicas.”
 

posts relacionados

posts recomendados