Moda

Seu lenço ou bandana pode não estar te protegendo tanto assim

Um novo estudo descobriu que nem todos os tecidos são criados iguais
Reading time 4 minutes
Foto: reprodução/instagram @oliviapalermo

Junto com as chaves e o telefone, as máscaras se tornaram essenciais para você sair de casa - e por um bom motivo. Meses após o início desta pandemia global, agora sabemos que eles têm o poder de salvar vidas. Mas o que também está ficando claro? Nem todas as máscaras são criadas iguais e, de fato, algumas máscaras podem realmente fazer mais mal do que bem.

Em um estudo publicado recentemente, um grupo de pesquisadores da Duke University testaram 14  tipos máscaras comumente disponíveis ou alternativas de máscara, variando de respiradores N95 de nível hospitalar a bandanas e lenços. Eles criaram um aparato básico usando lasers e uma câmera para analisar o quão bem eles bloquearam as partículas liberadas da boca de uma pessoa enquanto falava.

 

 

Sem surpresa, as melhores coberturas faciais foram as máscaras utilizadas pelos profissionais de saúde na linha de frente: máscaras N95 sem válvulas.  A grande notícia: as máscaras faciais de algodão comumente disponíveis provaram ser tão eficazes quanto as máscaras cirúrgicas padrão no bloqueio de partículas.

A notícia não tão boa: certas alternativas de máscara oferecem muito pouca proteção. “Por outro lado, bandanas e balaclavas, não bloquearam muito as gotas”, de acordo com o comunicado de imprensa da Duke Health.

Na verdade, o material fino, elástico e respirável de um lenço comum pode ser pior do que usar nenhuma máscara. Isso ocorre porque o material quebra as partículas maiores em partículas menores, que permanecem no ar por mais tempo, explicou Martin Fischer, Ph.D., professor de pesquisa associado nos departamentos de química e física da Duke University em um vídeo produzido pela Duke Health.

Pesquisas anteriores publicadas na revista Physics of Fluids também confirmaram que máscaras frouxamente dobradas e coberturas tipo bandana forneciam proteção mínima contra gotas respiratórias e que máscaras caseiras bem ajustadas com várias camadas de tecido de acolchoado provaram ser as mais eficazes na redução da dispersão de gotículas. 

Conclusão: "Não é o caso de 'qualquer máscara é melhor do que nada'", disse Fischer. "Existem algumas máscaras que realmente machucam em vez de fazer o bem." Portanto, embora sejamos todos a favor da sustentabilidade, é melhor você reaproveitar sua bandana como um lenço de cabeça ou pulseira e pular as alternativas de máscara facial quando possível para retardar a disseminação de COVID-19. Atualmente, a OMS recomenda que as máscaras faciais de tecido tenham três camadas.

 

 

posts relacionados

posts recomendados