Vetements não vai mais desfilar suas coleções
Moda

Vetements não vai mais desfilar suas coleções

O diretor criativo do coletivo francês, Demna Vasaglia, está cansado do sistema tradicional de desfiles.
Reading time 3 minutes

A marca francesa Vetements acaba de anunciar sua saída do calendário oficial de desfiles. O diretor criativo do coletivo, Demna Gvasalia, está cansado do modelo tradicional de apresentação das coleções: "Desfiles de moda não são a melhor ferramenta. Nós já fizemos desfiles em restaurante, igreja, clube de sexo. Já antecipamos a estação, já mostramos masculino e feminino juntos. É algo que se tornou repetitivo e exaustivo", afirmou em entrevista à Vogue americana. 

A etiqueta, comandada por Demna e seu irmão, Guram, ainda fará uma coleção por temporada – elas apenas não serão mais mostradas em uma passarela. Essa mudança adiciona ainda mais fogo em uma discussão que já vem se estendendo há alguns anos: qual será o futuro do calendário de moda? Com a necessidade que muitas marcas sentiram de vender suas roupas logo após o desfile, o esquema "see now, buy now" [ou "veja agora, compre agora"] ganhou força entre nomes de peso do mercado internacional. Mas, agora, o modelo imediatista também é motivo de questionamento – uma, por não estar representando um impacto tão significativo para as vendas do varejo; e outra, porque nem todos os estilistas conseguem (e nem devem) se adaptar a um processo de produção tão acelerado. 

No caso da Vetements, fugir das regras não é novidade. Desde que apresentou sua primeira coleção, em 2014, a marca ganhou reconhecimento em todo o mundo por suas silhuetas desconstruídas, modelagens oversized, moletons com frases de impacto e por trazer não-modelos à passarela. Tudo muito vida real – os irmãos Gvasalia e seu time não trazem só o lado bonito e agradável das ruas, mas o verdadeiro e inclusivo. 

Em entrevista ao WWD, o estilista georgiano afirmou que vai deixar de lado os elementos do Leste Europeu, tão presentes em suas criações. Agora, quer focar em uma "abordagem mais analítica, baseada em observar a fundo a maneira como nos vestimos e o que vestimos". 

"Eu quero trazer [a marca] de volta para onde começamos", disse. Segundo ele, os moletons com capuz, que fizeram o maior sucesso entre fashionistas e celebridades, estão com os dias contados. Por aqui, esperamos ansiosamente pelos próximos capítulos da Vetements. 

posts relacionados

posts recomendados