Modelo divulga carta aberta sobre abusos na indústria da moda
Moda

Modelo divulga carta aberta sobre abusos na indústria da moda

A top britânica Edie Campbell escreve carta para aumentar a conscientização e evitar o assédio de modelos nas mãos de fotógrafos e membros da indústria da moda
Reading time 2 minutes

Mais uma polêmina no mundo da moda. Nesta quinta-feira, 09/11, a modelo britânica Edie Campbell divulgou uma carta aberta sobre os crescentes escândalos envolvendo os principais nomes da indústria. 

"Temos um problema: operamos dentro de uma cultura que também aceita abusos, em todas as suas manifestações. Estou falando da humilhação de modelos, depreciação de assistentes, abusos de poder e gritos nas salas de prova. Chegamos a ver isso como simplesmente uma parte do trabalho", afirma a top, uma das maiores modelos da Grã Bretanha e membro da campanha online da modelo Cameron Russel para aumentar a conscientização sobre o assédio de modelos nas mãos de fotógrafos e membros da indústria da moda.

A modelo de 27 anos divulgou uma carta aberta ao site WWD quebrando o silêncio e divulgando para o mundo fatos dentre o abuso sofrido por modelos masculinos (em que ela descreve como "o tipo mais complexo") e dá o exemplo do modelo Cory Bond, que foi vítima de abuso sexual e drogado aos 19 anos, no começo da sua carreira e teve que ficar em silêncio para manter o emprego.

Em sua carta, Edie também questiona a aceitação da atitude "diva" de certas modelos e a devoção da indústria por essa atitude. 

Campbell já apareceu em campanhas de marcas como Burberry, Dior, Marc Jacobs, Bottega Veneta, Alexander McQueen, Yves Saint Laurent, Jil Sander e Louis Vuitton, além de já ter sido nomeada Modelo do Ano no British Fashion Awards em dezembro de 2013.

Leia a carta na íntega (em inglês) aqui:

Edie Campbell na campanha de Fall'17 da Zara
/

posts relacionados

posts recomendados