Como o Louvre concordou em gravar o clipe de Beyoncé e quanto isso custou?
Pop culture

Como o Louvre concordou em gravar o clipe de Beyoncé e quanto isso custou?

O clipe da cantora com seu marido, Jay-Z, se passa no museu mais famoso do mundo
Reading time 2 minutes

Beyoncé e Jay-Z surpreenderam a todos neste fim de semana com o lançamento de um novo álbum, Everything Is Love. Apesar da estratégia não ser novidade para os dois - Bey fez o mesmo em 2016 com o projeto Lemonade e Jay também divulgou o 4:44 sem nenhum aviso prévio aos fãs - o novo CD do The Carters, como a dupla está se chamando, veio acompanhado de um clipe que está dando o que falar. 

 

Entre obras de Da Vinci e Géricault em pleno Museu do Louvre, em Paris, os pais de Blue Ivy e dos gêmeos Rumi e Sir roubam a cena no clipe de Apeshit, que já tem mais de 17 milhões de visualizações em 3 dias de lançamento no YouTube. 

Mas como o Louvre concordou com uma filmagem tão grande? Tal produção provavelmente levou dias e usou diversas locações pouco divulgadas do museu mais famoso do mundo. 

 

Representantes do museu contaram à Vulture que "Beyoncé e Jay-Z visitaram o Louvre 4 vezes nos últimos dez anos. Durante sua última visita em maio de 2018, eles deram detalhes dessa ideia de filmar ali. Os prazos eram muito apertados, mas o Louvre foi rapidamente convencido com o preview que eles dividiram, com o projeto mostrando uma perfeita sincronia entre as obras do museu e os cantores". 

 

O Louvre não comenta sobre o valor total do projeto, mas sabe-se que é comum o museu fazer visitas privadas pelo valor de 17.500 dólares. 
 

APES**T - THE CARTERS

posts relacionados

posts recomendados