Pop culture

Fundador da Guess renuncia o cargo após ser acusado de assédio sexual

Antes mesmo da conclusão do inquérito interno, Paul Marciano se afasta do comando da grife. Entenda o caso aqui:

O co-fundador da Guess, Paul Marciano (foto), anuciou nesta terça-feira, 20.02, que está se afastando do cargo que mantinha na grife americana antes mesmo da conclusão do inquérito interno de assédio sexual. 

 

O processo envolvendo o nome de Marciano deu início após o último dia 31 de janeiro, quando a modelo Kate Upton o acusou de molestá-la sexualmente durante uma sessão fotográfica e também cancelou o contrato da top com a grife depois que ela se recusou de deixá-lo entrar em seu quarto de hotel. 

 

Algumas semanas mais tarde, o nome de Paul Marciano voltou a ser mencionado em outro caso, agora envolvendo a também modelo Miranda Vee. A americana revelou ter sofrido violência sexual por Mohammed Hadid, pai das tops Gigi e Bella Hadid, e que este encontro teria sido organizado por Marciano.

As alegações saíram caro para a marca de moda: após a revelação de Kate Upton (foto), as ações da grife caíram em 20%. Na noite de ontem, após a notícia da renúncia de Marciano, mais 4%.

 

Através de um comunicado de imprensa, a Guess afirmou que o futuro de Marciano será determinado pelos resultados da investigação. Suas funções serão assumidas pelo CEO Victor Herrero.

posts relacionados

posts recomendados