Pop culture

Grupo que controla Gucci não contratará mais modelos menores de idade

Apenas tops com mais de 18 anos serão selecionadas
Reading time 2 minutes
Kaia Gerber de 17 anos - Foto: Divulgação/YSL

O grupo de luxo francês Kering disse na quarta-feira que só irá contratar modelos com 18 anos ou mais para "representar adultos" a partir de 2020, reforçando sua postura ética em relação a um problema que acontece na indústria.

"Estamos conscientes da influência exercida sobre as gerações mais jovens, em particular pelas imagens produzidas por nossas casas (como Gucci e Balenciaga)", disse o presidente-executivo da empresa, François-Henri Pinault, em um comunicado.

"Acreditamos que temos a responsabilidade de apresentar as melhores práticas possíveis no setor de luxo e esperamos criar um movimento que encoraje os outros a seguirem o exemplo", acrescentou.

"A maturidade fisiológica e psicológica dos modelos com idade superior a 18 anos parece mais adequada ao ritmo e às exigências envolvidas nessa profissão", disse a diretora de sustentabilidade do grupo, Marie-Claire Daveu.

Em 2017, a Kering, dona de marcas como Gucci, Saint Laurent e Brioni, adotou junto com a rival LVMH, dona da Louis Vuitton e Dior, uma carta sobre relações de trabalho que introduziu uma idade mínima de 16 anos e outras práticas como não exigir modelos finos.

O setor de moda começou a abordar a questão de como os modelos são tratadas e o que se espera deles, em parte após a morte, em outubro de 2017, na China de uma modelo russa de 14 anos que supostamente carecia de plano de saúde.

1557957929021540 captura de tela 2019 05 15 a s 19.05.15

Tags

posts relacionados

posts recomendados