Viagem

Um dia cuidando de elefantes

Apresentamos uma seleção de refúgios com naturezas selvagens, culturas autênticas e experiências únicas para curtir a léguas de distância das hordas de turistas e dos destinos de sempre. Na matéria de hoje: Tailândia.

Tão grandes quanto dóceis, os elefantes acabaram virando presas fáceis dos traficantes de marfim que costumam sacrificá-los em seus habitats na Ásia e na África. Para minimizar o risco de extinção dos cerca de 3.000 adoráveis paquidermes que ainda restam na natureza, algumas ONGs se associaram a redes hoteleiras de luxo e criaram reservas, os “elephant camps”, que aliam turismo e preservação. Uma das mais ecologicamente corretas é a Fundação dos Elefantes Asiáticos do Triângulo Dourado, em Chiang Rai, no extremo norte da Tailândia, onde o país faz limite com Laos e Mianmar. A uma hora de voo de Bangkok – esta, sim, sempre repleta de turistas –, Chiang Rai é ladeada pelo caudaloso Rio Mekong, embelezado pelas florestas do entorno, pelos barcos típicos e pelo dourados templos de reverência a Buda.
O maior barato de se hospedar em um hotelreserva de elefantes como o Anantara Golden Triangle é poder viver a experiência de ser mahout por um dia. Mahouts são os cuidadores dos elefantes. Normalmente, quando jovens, esses nativos adotam um desses bichões de estimação e passam a ser responsáveis por alimentar e cuidar dele por toda a vida. Logo pela manhã, o hóspede escolhe um dos elefantes para, junto com o mahout de verdade, aprender a dar banho, alimentar, subir e descer do lombo do animal e, a melhor parte, a conduzi-lo no passeio pela bela região. O ponto alto é a travessia  do rio, com direito a mergulhos. O maior aprendizado da experiência está na consciência que o viajante passa a ter sobre a fragilidade dos elefantes e a relação admirável que eles têm com seus cuidadores.


• COMO CHEGAR: Há várias rotas aéreas, com diferentes escalas, ligando São Paulo a Bangkok.  De lá, basta voar por uma hora a Chiang Rai e rodar de van por 70 km até chegar ao hotel-reserva.

• ONDE FICAR: O Anantara Golden Triangle (goldentriangle.anantara.com) oferece vista para o Rio Mekong e o campo onde vivem os elefantes. Não se surpreenda se cruzar com ele na frente da recepção. A casa, na verdade, é deles.

• TOME NOTA: Em frente ao hotel fica o Museu do Ópio, que narra cinco milênios de história da droga que já sustentou a região. Perto do aeroporto está o Wat Rong Khun (watrongkhun.org), o Templo Branco, onde o artista Chalermchai Kositpipat mistura imagens sagradas de Buda, Michael Jackson e Freddy Krueger. Algo que, seguramente, só existe ali.
 

Baby elephant camp.jpg
Elephant and mahout - river 1.jpg
Elephant riding - guets 4.jpg
Elephants and mahouts 4.jpg
P1270733.JPG
Resort exterior and elephants.jpg
VIP arrival 1.jpg
P1270860.JPG
P1270969.JPG

posts relacionados

posts recomendados