Wellness

Congelamento de óvulos: conheça famosas que fizeram o procedimento

Médico especialista em reprodução humana explica mais detalhes sobre esse método que vem sendo feito por diversas celebs
Reading time 5 minutes

Cada vez mais independentes, com profissões renomadas e cheias de sonhos, as mulheres brasileiras estão optando pela gravidez tardia, geralmente a partir dos 35 anos. Com isso a tendência mundial, da procura por congelamento de óvulos, ganhou o Brasil. Diversas famosas anunciaram a vontade de fazer o procedimento e algumas delas inclusive já tiveram filhos após congelar os óvulos.

Entre elas, está a cantora Ivete Sangalo, que recentemente deu à luz às gêmeas Marina e Helena em pleno sábado de carnaval. A cantora que já era mãe do primogênito Marcelinho,  decidiu congelar seus óvulos aos 45 anos de idade, não escondendo o seu desejo de ser mãe novamente, e revelou que a medida foi apenas uma precaução de fertilidade, já que não abriria mão dos métodos tradicionais.

 

Especialista em reprodução humana, o médico Matheus Roque explica como funciona o procedimento, que vem sendo muito procurado nas clínicas onde atua no Rio de Janeiro.
 

“O congelamento de óvulos é indicado para mulheres que desejam postergar ou não tenha definido se deseja uma gestação no futuro. A idade ideal para isso acontecer é abaixo dos 36 anos, apesar de não existir uma contraindicação sobre esse fator. Mesmo feito esse procedimento, há também a chance da mulher ter uma gravidez de forma natural, mas se isso não ocorrer, esses óvulos podem ser utilizados para uma reprodução assistida”, explica o especialista.

Com o passar dos anos, o relógio biológico feminino diminui a quantidade e a qualidade dos óvulos que a mulher possui, uma vez em que ela já nasce com todos os óvulos que terá durante toda a sua vida, até que chegue um certo limite e entre em menopausa.
 
“Talvez ainda mais importante que a diminuição da reserva ovariana esteja o fato da piora da qualidade dos óvulos, que também ocorre com o passar dos anos. Esta piora leva a uma menor chance de gravidez, maiores riscos de abortamentos, malformações e síndromes com o avanço da idade. Estas alterações passam a ser mais significativas após os 36 anos de idade”, salienta o médico.
  
Porém, com o avanço da medicina no cenário de reprodução humana, muitas mulheres vêm conquistando o sonho da gravidez mesmo após os 35 anos.
 
Além de Ivete, a  apresentadora Karina Bacchi, de 40 anos, congelou óvulos com 35 anos enquanto não pensava em ter filhos. Atualmente, é mãe do Enrico e engravidou através de uma fertilização in vitro, com sêmen doado por um doador internacional.
 

 

Graciele Lacerda, 36 anos, a namorada do Zezé di Camargo, que também pretende ter filhos com o cantor, está na lista, assim como Luciana Gimenez, de 47 anos, que é mãe de dois meninos Lucas, 18 e Lorenzo, 5, mas tem o desejo de aumentar a família e engravidar de uma menina.

 

 

Já Sabrina Parlatore, de 42 anos, por causa de um câncer de mama, a apresentadora congelou os óvulos para realizar o seu desejo de ser mãe, já que o tratamento pode causar infertilidade.
 
“Os tratamentos oncológicos, principalmente a quimioterapia e radioterapia podem causar um dano aos ovários das pacientes e levar à diminuição da reserva ovariana, levando a uma antecipação da menopausa nestas pacientes. Assim, todas as pacientes em idade reprodutiva que irão submeter-se a tratamentos oncológicos têm a indicação formal de realizarem um tratamento de preservação de fertilidade - congelamento de óvulos/embriões - antes de submeterem-se aos tratamentos oncológicos”, finaliza Roque.
 

posts relacionados

posts recomendados