Arte

Baschiat vai ganhar exposição no Masp

Ícone do grafite, Basquiat terá mais de 40 obras expostas no museu em São Paulo.
Reading time 2 minutes

O artista Jean Michel Basquiat vai ganhar uma exposição no Masp (Museu de Arte de São Paulo) em 2018, data que marca 30 anos de sua morte, em 1988, aos 27 anos. Esta será a primeira grande mostra no país sobre o icônico do grafite em mais de 20 anos.

O foco da exibição, segundo comunicado oficial do museu, serão as personagens e histórias africanas contadas por Basquiat. Isso porque as mais de 40 obras escolhidas, entre pinturas e desenhos, farão parte do projeto "Histórias da Escravidão", que pretende dar visibilidade a questões sobre a escravidão, o racismo e a discriminação, além de comparar experiências e conhecimentos em torno da cultura negra durante todo o ano de 2018.

A data da exposição coincide também com os 130 anos de assinatura da Lei Áurea, que marcou o fim da escravidão no Brasil.

A relação de Jean-Michel Basquiat com a pintura começou por meio do grafite em prédios abandonados de Nova York, sua cidade Natal. Mas seus trabalhos só ganharam o status de "arte" na década de 80, quando caíram nas graças de Andy Warhol e passaram a ser expostos em galerias da cidade.

Basquiat foi o primeiro negro a sair na primeira página da revista do The New York Times. Na época, ele ajudou a quebrar o estereótipo de que os negros tinham sucesso apenas nos esportes, na dança ou na música, mas não em campos considerados intelectuais, como as artes plásticas. 

Hoje, ele é considerado um símbolo do expressionismo afroamericano. Confira a seguir algumas de suas obras mais marcantes: 

posts relacionados

posts recomendados