Beleza

5 segredos de beleza da pele revelados pela facialista de Emily Blunt

A profissional responsável pelos cuidados de pele anteriores às maquiagens de Emily Blunt, Sandra Bullock e outras estrelas revela as cinco perguntas que tem que ser feitas antes dos supostamente milagrosos tratamentos faciais.
Reading time 7 minutes
Foto: Getty Images.

Aproveitando a temporada dos tapetes vermelhos, vale a pena falar sobre as belezas de tantas estrelas bem como sobre a beleza de um modo geral das celebridades diante desse contexto. É que antes das tão faladas maquiagens para estes grandes eventos bem como dos artistas por trás delas, existem os tratamentos de pele fundamentais realizados pelos “facialistas” dos quais nem sempre ouvimos falar. 

Sim, tratam-se dos profissionais esteticistas encarregados por diversos procedimentos de tratamento de pele que podem variar bastante dependendo do que for mais necessário ou desejado por cada “paciente”. Dar mais brilho, estimular a circulação, melhor  o aspecto dos poros, limpar profundamente... São apenas algumas das tantas opções que existem nos “cardápios” destes locais e é justamente a respeito disso que contamos melhor. 

O fato é que para alcançar o resultado buscado regularmente ou nestes grandes dias, quem procura clínicas e profissionais precisa ter bem em mente o que almeja e com qual finalidade.

A respeito do assunto, a facialista Georgia Louise, responsável pelas peles de ninguém menos que Emily Blunt, Sandra Bullock, Jennifer Aniston e Michelle Williams, só para citar algumas de suas clientes, contou melhor à revista TZR sobre quais as perguntas um paciente de beleza deve ter na ponta da língua para que não haja margem para erro, especialmente se o embelezamento for buscado em um dia específico de evento: 

1 - “O que eu devo evitar na fase pré-tratamento?”  

Sobre o ponto em questão, Louise conta que muitas mulheres acabam decidindo fazer alguns procedimentos por elas mesmas logo antes de realizar aquele que marcaram, o que acaba podendo levar a um resultado desastroso.

Sua dica é que, uma vez que tenha agendado o tratamento, não deve-se mexer ou tentar modificar qualquer coisa na pele. Ela tem que estar natural, como é, para que a profissional possa saber exatamente em quais problemas atuar. 

“Não vá buscar um laser naquele momento. Deixe a pele relaxar e respirar para que o resultado seja o melhor!” 

 

2 - “O que você recomenda para a minha pele?” 

Embora os facialistas sejam os experts em pele, ninguém melhor que nós mesmos para sabermos o comportamento frequente dela. Portanto, é claro que é importante entender o que é recomendado por quem tem costume em trabalhar com isso. Mas, antes disso, os experts somos nós mesmos e é fundamental entender qual é o objetivo que se busca ali.

Sobre esse ponto, ela diz: “Podem existir coisas que eu vejo e me chamam atenção, embora não incomodem a pessoa. E vice-versa. Por isso o primeiro ponto crucial é chegarmos junte à conclusão do objetivo principal daquela busca por um tratamento.”

Perguntar, então, o que ela recomenda vem em seguida, porque então a sua técnica permitirá pontuar coisas mais especificas que talvez a pessoa perceba mas não saiba que seria possível tratar, por exemplo. 

Com tudo dito, chega-se aos pontos principais e fundamentais daquele procedimento, que terá seu melhor resultado. 

3 - “Quais modalidades você tem?”

Cada facialista acredita em aparelhos e técnicas diferentes, nas quais baseia seu trabalho. Elas podem variar muito e como nem todas vão fazer o mesmo efeito ou atingir o potencial máximo em uma determinada pele, é ideal chegar exatamente àquelas técnicas que a sua pele necessita e obterá resultados. 

Louise sugere, portanto, que o paciente estude e busque entender sobre quais opções aquele esteticista oferece antes mesmo de agendar uma consulta, o que evita perda de tempo e dinheiro. Alem disso, se sentir que o tratamento escolhido está tendo efeitos colaterais negativos durante os procedimentos, é fundamental comunicar isso ao profissional o quanto antes. 

4 - “Quais produtos você utiliza?”  

Bem como pesquisar e saber quais máquinas e técnicas são usadas ali, produtos também variam bastante entre os profissionais e, portanto, você deve buscar saber sobre marcas e tipos antes de começar. 

Neste caso, algumas fórmulas e componentes de determinados fabricantes e compostos podem fazer muito mal a uma pele, mesmo que deixe outra maravilhosa. Então esta pesquisa anterior é igualmente crucial para o resultado do tratamento em questão. 

5 - “O que eu devo evitar após o tratamento e cada sessão?” 

Mesmo que tudo corra bem durante as sessões de tratamento, danos porem ocorrer se não há cuidado depois das mesmas. Embora certos cuidados possam parecer sempre óbvios, como o uso de filtro solar e chapéu por, pelo menos, dois dias, alguns outros não são.

Louise conta a respeito: “Eu aconselho que se evite temperaturas altas, tanto para baixo quanto para cima, já que a pele ainda está se acalmando e recuperando. Para algumas pessoas, isso pode não ser obvio. Mas de fato, faz diferença se preocupar com questões assim.” Além disso ela conta que sempre aconselha a suas clientes que tenham e usem um serum concentrado nos especialmente nos dias pós tratamento, mas sempre. Pra ela ele é o produto que deve fazer parte do dia a dia de toda mulher. 

posts relacionados

posts recomendados