Fashion Week

Diversidade é a palavra-chave da SPFW n45

Da coleção feita por detentos até a presença da Hello Kitty na fila A, a semana de moda de São Paulo se mostra receptiva às diferentes expressões da moda e da beleza.
Reading time 3 minutes

Com apenas dois dias de SPFW n45 já deu para entender qual a nova direção que a moda brasileira está tomando (seguindo, claro, a tendência mundial). A diversidade é a palavra-chave da vez na moda, que celebra não apenas referências de viagens, paletas de cores e shapes diferentes nas peças, mas também no casting de modelos e seus corpos e belezas.

 

A começar pelo desfile que abriu a nova temporada – que tem apresentações ora de inverno 2018, ora verão 2019. A Água de Coco inaugurou a passarela do Parque do Ibirapuera celebrando a brasilidade claramente expressa não só no uso de estampas tropicais e na escolha de Anitta cantando João Gilberto e Gozanguinha, mas também nas formas diferentes de corpos e mulheres brasileiras. Garotas de shapes curvilíneos, modelos mais velhas e até grávidas, como foi o caso da top Ana Claudia Michels, provaram que o Brasil é muito mais que um desfile de mulheres magras de biquíni.

O projeto Ponto Firme rompe barreiras e leva uma coleção de peças em crochê feitas pelos detentos da Penitenciária Desembargador Adriano Marrey, em Guarulhos. 20 presidiários contaram histórias através das roupas e explicitaram uma realidade muitas vezes esquecida.

 

Celebrando ainda mais esta diversidade, Raquel Davidowicz leva para a Uma o olhar de que a nossa nação é feita de raízes diversas. A estilista usou o Museu da Imigração como cenário para apresentar a linha minimal e genderless com referências à miscigenação brasileira – fechando o desfile, inclusive, ao lado de uma modelo com hijab.

Espaço inclusive para o sustentável – mais luxuoso do que nunca. A Osklen apresentou suas peças em uma coleção 98% sustentável (batizada de "ASAP - As Sustainable As Possible) e firma a moda consciente como possível e fortalecida neste cenário.

 

A moda festa ganhou toque fun em Samuel Cirnansck. A referência infantil da Hello Kitty tornou-se desejo nas peças como vestidos e conjuntos de alfaiataria com bordados de cristais com a imagem do desenho animado. O caminho contrário foi feito por Patricia Bonaldi, que sai aos poucos do seu lado romântico e girly e trouxe um lado mais fashionista e ousado para a garota Pat Bo.

Tags

posts relacionados

posts recomendados