Fashion Week

Referências campestres tomam a passarela da Michael Kors na NYFW

Coleção fala sobre herança, praticidade e o desejo de fuga
Reading time 1 minutes

Michael Kors traz referências campestres para sua coleção ready-to-wear de Outono/Inverno 20 na Semana de Moda de Nova York. Com o palco construído em madeira bruta - esta que, logo após o desfile, foi doada ao Materials for the Arts, o maior centro de reutilização criativa de Nova York - remetendo à uma casa de campo, o cantor country Orville Peck fez uma performance usando um chapéu e máscara com franjas. 

 

Segundo o designer, a coleção explora a idéia de fugir de tudo, escapar para a natureza e reabastecer. A idéia foi inspirar o sentimento de aconchego mesmo no ambiente urbano.


Um cartela de cores beirando à praticidade contava com preto, tons terrosos, vermelho e creme. Muitas capas também marcaram presença na coleçaão significando o desejo de fuga, pois são aconchegantes, quentes e seguras. Para um visual noite mais descontraído, vestidos brilhantes combinando com pares de botas de montaria - estas que estavam nos pés de todas as modelos. 

Outono/Inverno 2020 Michael Kors NYFW

Tags

posts relacionados

posts recomendados