Hommes

A Masculinidade no leito de Procusto por Jorge Miklos

O sociólogo faz uma análise sobre o machismo e seus impactos sobre os próprios homens.
Reading time 2 minutes

Procusto é um personagem da mitologia grega. Os viajantes que iam de Mégara a Atenas eram forçados a se deitar em seu leito de ferro. Se fossem menores, Procusto esticava suas pernas. Se fossem maiores, eram esquartejados para se ajustar ao tamanho do leito. O nome Procusto significa "o esticador", em referência à punição que aplicava às suas vítimas. O domínio de Procusto findou quando Teseu decepou a cabeça e os pés, aplicando-lhe a mesma crueldade que impunha aos homens.

1590853259852100

O leito de Procusto é a metáfora para a performance exigida aos homens pela cultura machista. Para adaptarem-se ao padrão social, muitos homens precisam amputar aspectos significativos do seu ser ou estender aspectos estranhos para corresponder às expectativas do machismo cultural.

1590853476653140 francisco gonzalez zrkbchjknbk unsplash1590853484402267 toa heftiba  uivmibb3ju unsplash

Por exemplo: o machismo institui aos meninos que o tamanho do pênis regula a sua masculinidade; sentencia aos homens que não há espaço para demonstrar sentimentos, emoções; treina os adolescentes para que percebam que a masculinidade do homem é mensurável pelo dinheiro, pela marca do carro e pelo sucesso profissional. O leito de Procusto se faz presente nos ambientes familiares, escolares, empresariais, políticos e midiáticos.

1590853696426998 andrew neel jbfdcferdeq unsplash1590853708675193 jonathan rados sbxt82csmxa unsplash

O leito de Procusto é tóxico e compromete a complexidade do ser humano, engaiolando-o nos padrões estabelecidos pelos estereótipos da sociedade patriarcal. O leito de Procusto é a normalidade prescrita pela cultura patriarcal. "Ser 'normal' é alvo ideal do fracassado", escreveu o psiquiatra suíço Carl Gustav Jung. Performar-se aos estereótipos é, geralmente, processo torturante para o homem cujo padrão arquetípico desvia-se da subjetividade.

1590853787178211 karl fredrickson dsajh9b24g8 unsplash1590853792074617 jules d rrx4swcyjq8 unsplash

Educar os homens para a normalidade do machismo representa para muitos deles um pesadelo, pois a necessidade mais profunda de muitos homens é, na verdade, poder levar uma vida distante dessa normopatia.

1590853848598081 john noonan qm le41vjj4 unsplash1590853857851303 karina carvalho fktkvrnqxqq unsplash

Tags

cultura
art

posts relacionados

posts recomendados