Hommes

Bem-vindx à 14ª edição da L’Officiel Hommes

Confira todos os detalhes da nossa edição de Verão 2018!
Reading time 4 minutes

Aí sim! Daora. Tamo junto. Bem-vindx à 14ª edição da L’Officiel Hommes, que celebra nosso quarto aniversário e a chegada da nossa estação favorita do ano, o verão. Até as temperaturas, às vezes desconfortavelmente altas (#climão), estão perdoadas.

Que culpa tem o cosmos de você e eu estarmos no lugar errado – São Paulo, por exemplo – quando o sol e os termômetros sugerem um day-off numa praia, em alto-mar, na piscina ou no roof top mais próximo? Além de dias mais longos, do calor, de praias, reencontros, festas e afins, fim de ano é animador.

O Carnaval é logo ali, e ainda tem Copa do Mundo em 2018, mais um pretexto para escapar, mesmo que por algumas horas, da vida real. E eleições (#tenso), lembrando de que a vida, os ciclos e, claro, a moda são feitos de infinitos recomeços. Afinal, o novo sempre vem, “nénon”?

Mirando o que vem adiante, esta Hommes apresenta um especial dedicado ao amanhã, com experts nas áreas de comportamento, arquitetura, consumo e saúde falando de um futuro que já começou e do que ainda está por vir, a começar pela curiosa Geração Z, uma espécie de antítese dos millenials, apresentada aqui pelos caçadores de tendências da Box1824.

Falando em porvir e em visionários, revisitamos a obra do mais célebre anônimo da moda contemporânea: Martin Margiela. Referência no trabalho de marcas que vêm chacoalhando a moda (como a Vetements e a Off-white), a Maison MM acaba de ganhar um documentário e será objeto, a partir de março, de uma super-retrospectiva em Paris.

 

Comemorando o aniversário desta orgulhosa publicação, temos o retorno de Cauã Reymond, estrela da Hommes #1 (2013! eita!) à nossa capa. Muita água rolou aqui e no mundo, mas uma coisa não mudou. Cauã ainda é um dos atores mais talentosos, bacanas e (ainda por cima) sedutores do país.

Pop e cult, faz de folhetins a séries “cabeça” na TV, participa de projetos autorais no cinema, e, mais recentemente, passou ele próprio a investir nos projetos que lhe tocam, como o clipe de Barbara Ohana, em que interpreta uma trans, e, em breve, uma cinebiografia de Dom Pedro I.

 

Numa outra seara artística e também igualmente livre, o fenômeno Alok está em outra das nossas quatro capas desta edição. Sucesso no Brasil e no mundo com o megahit “Hear Me Now”, é também um artista que não aprecia os limites de um rótulo.

Passeia entre o sertanejo, o reggaeton, o pop e a música eletrônica, e é um dos headliners do Lollapalooza 2018 no Brasil (outra coisa boa do ano que vem, btw). Agora, ele prepara uma nova produção com Anitta e uma coleção de roupas com a Cavalera (que a gente antecipa com exclusividade à pág. 86).              

Que mais você encontra na edição? Modas, claro! Várias e variadas. Das criações da novíssima geração brasileira (direto das passarelas da Casa de Criadores) ao preview do verão das marcas de luxo globais, passando por um ensaio com o neotop sensação Jordan Barret (outra das nossas capas).

Tem ainda um guia animadão com o que de mais bacana rola no Rio e em SP, uma curadoria dos sneakers mais legais do momento, a onda de gins feitos no Brasil, a revanche de Liam Gallagher e entrevistas com caras incríveis. Livre, leve e solta, essa edição – como a gente quer a nova estação. Chega mais. ;-)                                          

A EDIÇÃO DE VERÃO DA L'OFFICIEL HOMMES CHEGA ÀS BANCAS NA QUARTA-FEIRA, 27/12

posts relacionados

posts recomendados