Moda

Moda no mundo: dez exposições imperdíveis do universo fashion que inauguram em 2020

Alguns dos maiores museus do mundo recebem o público com mostras imperdíveis sobre a história da moda. Se você também é uma apaixonada pelo tema, pense nisso antes de se programar para sua próxima viagem a alguma de suas principais capitais.
Reading time 11 minutes
Foto: Reprodução Instagram @maisonvalentino

Eleanor Lambert: Empress of Seventh Avenue 

Onde? Museu Fashion Institute of Technology (MFIT), Nova Iorque

Quando? De 3 a 28 de março

A americana Eleanor Lambert (1903-2003) é o foco da homenagem por parte do MFIT de Nova York durante todo o mês de março de 2020. Figura fundamental na concretização da cidade como capital da moda, terá sua carreira de 75 anos relembrada por meio da exposição. Eleanor ajudou a estabelecer uma série de iniciativas e organizações relevantes para o desenvolvimento do mercado da moda americana, como por exemplo o Council of Fashion Designers of America (CFDA), a International Best Dressed List, o Coty American Fashion Critics’ Award e a Press Week, que mais tarde veio a a dar origem à atual New York Fashion Week. Durante o período da mostra, também acontecerão eventos, dentre eles a exposição do documentário "All About Eleanor". 

Christian Louboutin, Exhibition(niste)

Onde? Palais de la Porte Dorée, Paris

Quando? De 26 de fevereiro a 26 de julho

Entre 26 de fevereiro e 26 de julho o Palais de la Porte Dorée, monumento que tornou-se uma das primeiras fontes de inspiração de Louboutin, homenageia o criador. A exposição celebra a carreira de três décadas de um dos designers mais reconhecidos mundialmente. Dividida em 10 partes, todas elas apresentarão os sapatos que idealizou ao longo do tempo, alguns deles jamais antes vistos; além de obras de arte de sua coleção, bem como collabs passadas que demonstram a importância que dá ao trabalho manual e também as collabs realizadas recentemente. Imperdível!  

 

Prada, Front and Back

Onde? Design Museum, Londres

Quando? Setembro de 2020

A exposição marca a primeira vez que a Prada faz uma grande exposição dentro de um museu. Seu foco será recontar a história de Miuccia desde que se juntou à empresa da família na década de 1970 e começou a transformá-la na marca de referência e império internacional que hoje conhecemos. Além de ter redefinido o conceito de luxo na moda, a maison é hoje sinônimo de modernidade já que une perfeitamente tecnologia e inovação à arte e design.

Como nunca antes visto, a mostra convida seus espectadores a uma viagem pelo universo criativo, de inspirações e colaborações da marca. O nome "Prada: front and back" foi dado a partir da ideia de uma exposição que quer mostrar a superfície da moda e também o seu "por trás", ou seja, a estrutura em que se apoia. As diferentes seções mostrarão este conceito de forma nítida. 

Dior

Onde? Kunstmuseum, Haia (Holanda)

Quando? De 26 de setembro a 28 de fevereiro de 2021

Depois das grandes exposições do artista no Museu das Artes Decorativas, em Paris, e no Victoria & Albert Museum, em Londres, nos últimos anos, o Kunstmuseum, em Haia (Holanda), decidiu homenagear o legado de Christian Dior. Esta exposição vai focar no período entre 1947 e 1957, anos da fundação da marca francesa e da morte do criador, respectivamente.

Em destaque vão estar as 22 coleções elaboradas pelo próprio designer ao longo destes 10 anos, bem como a influência que elas tiveram no trabalho de muitos criadores que o sucederam em sua própria empresa. A mostra conta também com fotografias, ilustrações e bijuterias de Christian.

Vale lembrar que a maison foi fundada em 1947 e, desde a morte de Dior, estiveram no comando das criações de moda Yves Saint Laurent, Marc Bohan, Gianfranco Ferré, John Galliano, Raf Simons e, atualmente, Maria Grazia Chiuri.

Ravishing: The Rose In Fashion 

Onde? Museu do Fashion Institute of Technology (MFIT), Nova Iorque

Quando? De 10 de setembro a 9 de janeiro de 2021

 

A exposição aborda a importância da rosa como elemento sócio-cultural na moda, explicando o seu significado desde 1750 até a atualidade a partir de 75 objetos selecionados. 

Datada de 3 milhões de anos atrás, a espécie poderia contar grande parte da história da humanidade. Muito mais do que uma flor, ela é um símbolo com muitos significados e referências que englobam política, imigração, religião, comida, beleza entre muitos outros, além do forte simbolismo de amor que a tornou também um elemento inspirador em diferentes áreas artísticas. 

Head to Toe

Onde? Museu do Fashion Institute of Technology (MFIT), Nova Iorque

Quando? De 26 de maio a 21 de novembro

A exposição Head to Toe celebra a moda através dos acessórios. Em destaque estarão 200 anos de vestuário feminino, do século XIX até ao início do século XXI, focando no papel dos complementos indispensáveis do look e o seu papel como forma de expressão em relação à individualidade, feminilidade e sexualidade. A mostra apresenta a evolução dos acessórios ao longo do tempo e o respetivo contexto social em que eles se inserem.

About Time: Fashion and Duration 

Onde? Costume Institute no Metropolitan Museum, Nova Iorque

Quando? De 7 de maio a 7 de setembro

Esta é a exposição de 2020 do Costume Institute atrelada ao famoso Met Gala, a grande festa que se realiza no início de maio no Museu Metropolitan de Nova Iorque e é um dos maiores eventos sociais do mundo da arte e moda. Este ano a mostra celebra os 150 anos do museu com o conceito de "duração" (la durée) do filósofo Henri Bergson, Prêmio Nobel de Literatura em 1927. Além disso, Virgia Wolf é a "narradora fantasma" da exposição que percorre desde o ano 1870 dentro da indústria fashion, explorando as roupas como geradoras de associações temporais que combinam passado, presente e futuro - ao qual a última das seções será dedicada, estabelecendo diálogo entre os conceitos de sustentabilidade e durabilidade. 

 

Bags: Inside Out

Onde? Victoria & Albert Museum, Londres

Quando? De 25 de abril a 31 de janeiro de 2021

Acessório estrela ou objeto utilitário? Este é o tema da exposição dedicada às carteiras realizada pelo famoso museu inglês. A mostra expõe a história delas que têm conseguido manter ao longo do tempo o equilíbrio entre serem objetos de utilidade e desejo que guardam a privacidade enquanto estão, ao mesmo temp, à vista de todos.

Na exposição é possível explorar questões como sua função, estilo, design e sua produção. Serão 300 peças femininas e masculinas provenientes de todo o mundo em exibição, datadas desde o século XVI até à atualidade. 

Eleanor Lambert: Empress of Seventh Avenue 

Onde? Museu do Fashion Institute of Technology (MFIT), Nova Iorque

Quando? De 3 a 28 de março

Kimono: Kyoto to Catwal 

Onde? Victoria & Albert Museum, Londres

Quando? De 29 de fevereiro a 21 de junho

O quimono, um dos ícones principais e mais reconhecidos internacionalmente da cultura de moda japonesa, ganha destaque nesta exposição realizada pelo V&A. A ideia por trás da mostra é falar sobre o significado social e cultural desta peça desde o ano 1660 até hoje tanto no Japão, quanto no resto do mundo. 

Será possível ver quimonos feitos desde os séculos XVII e XVIII, bem como peças de Alta Costura e figurinos inspirados por ele. Ainda, a exposição apresenta também filmes, pinturas, estampas e acessórios que ajudam a contextualizar e compreender a peça como fonte de inspiração tão crucial para a cultura japonesa.

Ballerina: Fashion Modern Muse 

Onde? Museu do Fashion Institute of Technology (MFIT), Nova Iorque

Quando? De 11 de fevereiro a 18 de abril

No início do século XX diversas personalidades russas ligadas ao mundo do ballet chegaram à Paris com projetos que mudaram-no para sempre. Foi ali que ele renasceu como uma arte carismática e envolvida com outras artes, dentre elas a moda. 

A exposição visa justamente homenagear a mútua inspiração e afinidade entre elas. Ao todo são 90 peças emprestadas de diversos museus e companhias de dança, datadas entre as décadas de 1930 e 1980, que incluem figurinos de ballet, criações prêt-à-porter, peças pessoais dos guarda-roupas de bailarinas que se tornaram ícones de estilo, como por exemplo a Dama Margot Fonteyn, e criações de alta-costura de costureiros como Gabrielle Chanel, Christian Dior e Pierre Balmain. 

Tags

posts relacionados

posts recomendados