Moda

Por que as tendências da moda estão voltando cada vez mais rápido?

Hoje, o mundo da moda não está parado - ele está mudando ativamente, revivendo estilos há muito esquecidos, e personalidades que trabalham na indústria alimentam constantemente novas tendências e garantem que esse ciclo de estilo não seja interrompido
Reading time 7 minutes
Foto: reprodução

"De volta à cena", "renascida", "ressuscitada" - são algumas expressões frequentemente ouvidas no mundo da moda, o que realmente faz muito sentido.

A cada temporada, marcas apresentam suas apostas de tendências atualizadas, complementadas por padrões ou estilos que uma vez tiveram sua fama. As velhas tendências da moda voltavam a cada 30 anos, mas hoje, com o ritmo de vida crescendo descontroladamente, elas estão de volta à cena em um menor período de tempo.

A moda nem sempre virou e buscou inspiração no passado. O ciclo das tendências surgiu no início da moda moderna, quando peças sazonais começaram a surgir nas passarelas.

O início deste sistema é creditado a Chanel e ao surgimento de roupas esportivas exclusivas e suas marcas no início do século 20. Aqui está uma das características mais claras da moda moderna que nada mais é do que o estilo retrô e a influência de tendências de longa data

A história

Com as portas se abrindo para as grandes casas de moda, seus designers começaram a mudar os padrões e regras da moda. Até então, criando coleções sem uma única linha clara, as casas de moda mais famosas começaram a buscar uma direção clara para suas coleções, o que ajudaria a elevar as vendas.

 Uma das opções mais fáceis da época parecia aos designers escolher uma silhueta perfeita que permanecia na mente da sociedade e adaptá-la às mulheres abertas à inovação - vide o smoking feminino criado por Yves Saint Laurent.

Aqui, a estilista Jeanne Lanvin foi uma das primeiras a criar um vestido de inspiração romântica do século 18 na década de 1920. Ela então usou uma silhueta que se alargava a partir do tronco, típica da época escolhida, e costurou um material extra por baixo da saia, o que lhe deu a coragem, o inchaço de aspecto moderno, a extravagância. Ela tomou essa decisão de design a fim de reviver a feminilidade esquecida durante a Primeira Guerra Mundial, para poetizá-la - afinal, em tempos de escassez a moda é colocada de lado.

Christian Dior fez o mesmo Em 1947, o designer criou e introduziu uma revolução chamada New Look. Foi uma coleção inspirada na década de 1860. Essa imagem deu origem ao culto da figura da ampulheta.

Inspiração para esta coleção foi um escape após a Segunda Guerra Mundial, quando as mulheres se entregaram ao trabalho árduo, perdendo sua ternura, sua feminilidade.

 Ele criou uma espécie de "antídoto" para o estilo modesto das operárias e reviveu a nobreza da feminilidade - que apesar de bonita, não é nada prática. É verdade que o designer deu um toque mais moderno, então as roupas eram muito mais funcionais e adequadas para a vida cotidiana do que na década de 1860.

Não demorou muito para que muitos dos designers mais renomados começassem a reviver velhas tendências com suas coleções, que assumiam molduras, cores e características diferentes com cada designer.

 Com a modernização da moda, um paradoxo bastante cômico começou a surgir - quanto mais longe, mais os designers buscavam ideias, soluções de estilo especiais em tendências já esquecidas. Foi assim que surgiu a moda extravagante dos anos setenta e ombros largos, inspirada nas silhuetas de smokings dos anos 1950. 

Mais tarde, os anos oitenta e noventa tornaram-se uma das maiores fontes de tendências e até agora as estações são "alimentadas" por ventos novos, mas ao mesmo tempo antigos e testados pelo tempo. Portanto, em essência, a moda é uma força impulsionada pelo motor eterno, que se renova constantemente e à sua maneira reflete a moda que um dia foi renovada.

Os clássicos

Entre as tendências de estilo frequentemente recorrentes dos anos oitenta e noventa, certos estilos de calçados e diferentes padrões estão entrando na moda. Listras e pontos estão entre os mais comuns nas roupas femininas.

Esses são clássicos, são tendências extravagantes e expressivas que designers de moda e marcas oferecem para combinar de forma diferente a cada vez. Por exemplo, em uma estação, pequenos pontos voltam à moda, em outra, em grandes proporções.

Esses padrões às vezes são chamados de clássicos porque, ao contrário dos desenhos que raramente ficam datados. Hoje, estes padrões também fazem parte integrante da elegância, permitindo diversificar e dar o tempero das últimas tendências.

Mais rápido e mais frequente

É fácil perceber que, assim que saem, as tendências começam e voltam para o guarda-roupas mais rápido do que antes. Hoje, o retorno das tendências é influenciado pelo ritmo acelerado de todo o mundo e da indústria da moda - influencers, formadores de opinião no Instagram e celebridades cada vez mais influentes da moda entraram na jogada. 

Tendências do passado estão ressurgindo muito rapidamente - uma voz de uma personalidade influente é o suficiente para ganhar uma popularidade para um determinado elemento de estilo. Como resultado, as tendências recentes da moda voltaram duas vezes mais rápido - a cada 15 anos ou menos.

Ao contrário de antes, as tendências de hoje são feitas para durar uma ou duas temporadas, sendo que antes costumavam durar até alguns anos.

Tags

tendencia

posts relacionados

posts recomendados