Pop culture

Madonna revela que foi ameaçada de ir à cadeia por defender direitos LGBT; entenda

A cantora conta também que recebeu uma multa de 1 milhão de dólares por isso - que nunca foi paga
Reading time 2 minutes
(Foto: Getty Images)

Como não amar Madonna? A eterna rainha do pop ganhou destaque no mundo inteiro não apenas pela sua música contagiante e ritmo intenso, mas também por lutar pelas causas que ama -- em um momento ela já chegou a dizer que se considerava uma “lutadora pela liberdade”. Entretanto, essas suas lutas renderam a ela uma série de problemas com o governo russo, tendo ganhado uma multa milionária e tendo sido até mesmo ameaçada de ir à cadeia pode defender os direitos LGBT.

 

Em sua conta de Instagram, Madonna compartilhou o vídeo de um discurso que ela fez 8 anos atrás em um show em São Petersburgo. “Estou aqui para dizer que a comunidade gay e as pessoas gays, aqui e em todo o mundo, têm os mesmos direitos de serem tratados com dignidade, com respeito, com tolerância, com compaixão, com amor”.

 

Na legenda ela explica que ela recebeu uma multa de 1 milhão de dólares por essa atitude, apontando inclusive que ela nunca pagou esse valor.

 

Mas, muito além disso, em 2014 a cantora revelou que foi ameaçada a ir para a cadeia por “promover o comportamento gay” no país, contando inclusive que ela foi ameaçada de morte por isso. 

 

“Recebi ameaças de morte, e certamente meu número de seguranças teve que dobrar. Primeiro enquanto estávamos em São Petersburgo; meu show foi atacado e criticado pelo regime por ser um ‘show gay’ e por promover a homossexualidade", contou a cantora em um discurso em evento em prol dos direitos humanos organizado pela Anistia Internacional. Madonna ainda enfatizou o fato de que nada disso deu em nada, considerando que ela não havia sido presa e não havia mudado nada em sua apresentação.

1595355383746980 gettyimages 71874014
(Foto: Getty Images)

Tags

madonna

posts relacionados

posts recomendados