Moda

Após polêmica com Harvey Weinstein, Marchesa entra em crise novamente

Keren Craig anuncia que sairá da marca
Reading time 3 minutes
Foto: Reprodução/Instagram @marquesafashion

Keren Craig está saindo da Marchesa, a marca de moda que ela co-fundou com Georgina Chapman há mais de uma década. A designer de 43 anos anunciou terça-feira (25.06) que decidiu deixar a empresa para buscar novos empreendimentos criativos. O Resort 2020 será sua coleção final como parte da equipe Marchesa.

“Embora tenha tomado a difícil decisão de me separar da Marchesa, tenho um tremendo orgulho na empresa, na equipe e nos muitos sucessos alcançados. Marchesa sempre será a realização de um sonho ”, disse Craig em um comunicado ao "WWD".

“Os últimos 16 anos foram uma jornada profissional incrível e gratificante. Estou animada para começar a explorar novas oportunidades criativas e impulsionar meu potencial como designer em novas direções. ” completou.

1561495787848615 captura de tela 2019 06 25 a s 17.49.37
Foto: Reprodução/Instagram @marquesafashion

Chapman e Craig lançaram sua marca em 2004, criando alguns dos vestidos mais memoráveis nos tapetes vermelhos. Desde a sua criação, a marca cresceu e começou apostaram em joias, alta-costura e noivas

Marchesa enfrentou por tempos difíceis desde que as acusações de má conduta sexual contra o ex-marido de Chapman, Harvey Weinstein, apareceram nas manchetes em outubro de 2017. Na época, membros da indústria se perguntavam se a marca poderia sobreviver às consequências, particularmente considerando os boatos de que Weinstein obrigava atrizes a usarem Marchesa no tapete vermelho. Toda a polêmica foi o gatilho para todos na indústria adererirem ao movimento #MeToo, em que todas as mulheres pudessem falar de assédios sofridos no trabalho.

As alegações também supostamente prejudicaram o relacionamento de Chapman com Craig. "Eles quase se separaram devido a Harvey - a maneira como ele promoveu apenas Georgina para a imprensa e a colocou em 'Project Runway'", disse uma fonte ao "The Post".

Scarlett Johansson foi a primeira celebridade a usar a marca depois que o escândalo Weinstein se tornou notícia internacional, defendendo sua escolha de usar os designs de Chapman para o Met Gala de 2018 em um comunicado: “Eu usava Marchesa porque suas roupas fazem as mulheres se sentirem confiantes e bonitas. Tenho o prazer de apoiar uma marca criada por duas designers femininas incrivelmente talentosas e importantes. ”

 Uma fonte familiarizada com a situação acrescentou que os fãs da marca não precisam se preocupar: “Marchesa segue em frente. Tudo está bem na marca. ”

1561499434365285 captura de tela 2019 06 25 a s 18.50.20
Foto: Reprodução/Instagram @marquesafashion
1561499437399946 captura de tela 2019 06 25 a s 18.50.13
Foto: Reprodução/Instagram @marquesafashion
1561499440346924 captura de tela 2019 06 25 a s 18.50.06
Foto: Reprodução/Instagram @marquesafashion
1561499443533372 captura de tela 2019 06 25 a s 18.49.58
Foto: Reprodução/Instagram @marquesafashion
1561499447355883 captura de tela 2019 06 25 a s 18.49.51
Foto: Reprodução/Instagram @marquesafashion
1561499450765064 captura de tela 2019 06 25 a s 18.49.44
Foto: Reprodução/Instagram @marquesafashion

posts relacionados

posts recomendados