Moda

O terninho rosa está bombando!

Descubra o que está por trás do look que apareceu com força na NYFW.
Reading time 2 minutes

Desde a eleição para a presidência dos EUA, no ano passado, o terninho ganhou um novo significado. Adotado como uniforme oficial por Hillary Clinton, o look se tornou um símbolo da força feminina – e, por que não, de resistência ao sexismo tão presente não só na política, mas em todos os campos da sociedade.

O conjunto de calça social + blazer inspirou ainda um movimento nas redes sociais chamado Pantsuit Nation (Nação do Terninho, em tradução livre), que concentrou eleitores favoráveis à Hillary em um grupo privado no Facebook e também no Twitter, por meio da hashtag. Segundo a fundadora do movimento, o traje da candidata democrata é um símbolo da luta das mulheres por direitos iguais, já que, por muitos anos, pertenceu exclusivamente ao guarda-roupa masculino. 

Na NYFW, que chegou ao fim na quinta-feira (16), o terninho voltou a aparecer com força nas passarelas, especialmente em tons de rosa – e nada disso foi à toa. A semana de moda, primeira pós-eleição de Donald Trump, ganhou uma conotação especialmente política nesta temporada. Muitos estilistas colocaram camisetas com frases de protesto nas passarelas, a favor de imigrantes, do feminismo e da diversidade. Já o CFDA (Conselho de Fashion Designers da América) criou um broche (também cor-de-rosa!) de apoio ao Planned Parenthood, instituição que oferece serviços de saúde e educação sexual para mulheres – e que corre o risco de acabar durante o governo Trump.

Alguns designers escolheram manifestar suas posições de uma forma mais sutil – e é aí que entra o terninho. Marcas como Oscar de la Renta e Adam Selman criaram suas próprias versões do conjunto, ambas em rosa, em uma mistura esperta dos estereótipos de feminino e masculino.

Nas ruas, o terninho pink também vem ganhando cada vez mais adeptas, como a modelo Emily Ratajkowski e a blogueira Candela Novembre. E o resultado passa longe do tom infantil que o rosa pode ter: quem usa a produção transmite confiança e estilo de sobra – tudo com uma boa dose de androginia.

posts relacionados

posts recomendados