Moda

Os perrengues e a rotina de Helena Bordon nas semanas de moda; saiba tudo!

Entre desfiles, eventos e muitas trocas de roupa, a empresária e it-girl conta como é o seu dia a dia nas fashion weeks.
Reading time 5 minutes

Presença garantida nas semanas de moda mais importantes do mundo, Helena Bordon é uma das mais fotografadas no street style. Mas quem vê a empresária sempre em dia com seus looks impecáveis e cheios de estilo, não imagina como é a preparação para que tudo fique perfeito.

Por isso, batemos uma papo com a it-girl, que atualmente mora em Nova York, e ela contou tudo sobre como funciona a sua rotina, os perrengues e os dias cheios de compromissos em semanas como essas.

Como é sua preparação antes das semanas de moda?

A preparação começa quase um mês e meio antes, no pedido de convites para as marcas e PR's. Normalmente, enviamos um e-mail avisando que vou fazer a semana de moda para convites, passamos o endereço de onde estarei hospedada e marcamos fittings por lá.

Você já coloca os looks organizados na mala?

Quando eu morava no Brasil, eu fazia fitting uns dois dias antes com as marcas brasileiras que ia levar, mas nunca organizei os looks certinhos. Colocava na mala tudo que achava necessário, sapatos, bolsas, minhas coisas pessoais mesmo e o que achava que seria bacana, seja de dia ou à noite. Chegando lá, organizava tudo com o resto das roupas que tinham chegado no hotel.

E como você monta as suas produções agora que mora em Nova York?

Meu stylist, Lee Oliveira, produz fora do Brasil. As marcas grandes faço fitting durante a semana de moda, como Elie Saab e Valentino, e uso um full look da grife.

No dia que eu chego, já avisamos no hotel que vou precisar de arara, steamer e cabides. Então, me reúno com o Lee, desfazemos todas as malas que eu levei com coisas minhas, com as produções que ele fez e fazemos o fitting com o que usar em cada desfile. Sempre deixamos os looks prontos no primeiro dia, pendurados em uma arara, e também temos fotos do que usar para não esquecermos. Normalmente, fazemos uns 15 looks nesse primeiro fitting. Depois, no decorrer da semana, vou nas marcas maiores fazer fitting com elas.

 

Como funciona a troca dos looks entre um desfile e outro?

Quando eu tenho tempo, volto para o hotel para trocar de roupa, mas quando o desfile é em seguida do outro, eu me troco no carro mesmo. Sempre alugamos uma van que acaba virando um closet ambulante!

Qual foi o maior perrengue que já passou em uma semana de moda?

Acho que o maior perrengue é sempre me trocar voando... Esquecer de colocar meia antes da bota... O dia que eu mais penei foi quando eu usei um sapato novo e acabei andando de um desfile para o outro, pois achei que fosse perto e meu pé ficou cheio de bolha, não conseguia andar, mas não tinha escolha, foi um perrengue real!

Como funciona, mais ou menos, o seu dia? Entre o horário que você acorda e vai dormir.

O dia começa às 7h se eu tenho o primeiro desfile às 10h. Como em Paris tenho maquiador, então ele vai me encontrar cedo e fazemos a make para eu poder me trocar com calma. Depois, chego no hotel só às 20h, me troco correndo e já tenho um jantar, para no dia seguinte começar tudo de novo! Mas tudo depende da agenda de cada dia. Tem marcas que chegam a fazer desfile às 9h. Deu para imaginar a hora que acordo, né?

Já teve algum problema com o look e precisou dar um jeito de última hora? O que aconteceu?

Vários problemas! Tem vezes que esqueço tipo uma hot pant, aí o jeito é colocar a calça que estava usando antes. Ou passo em algum showroom rapidinho, não percebo que a peça está rasgada ou algo do gênero e no dia do evento vejo que tem aquele rasgo que não dá para levantar o braço, sabe? Sempre acontece! Por isso é bom ter aquele kit sobrevivência com agulha e aquelas fitinhas que colam roupa para qualquer emergência!

O que você mais gosta de fazer quando está nas semanas de moda?

Eu não consigo ter muito tempo livre, estou sempre indo de um desfile para outro, correndo... E ainda com o trânsito nas cidades, acabamos passando o dia todo no carro, sempre a caminho de algum compromisso.

Mas quando consigo, adoro jantar no Costes, em Paris, e em outros restaurantes gostosos e badalados onde posso encontrar pessoas. Inclusive, no hotel que fiquei essa temporada, o Le Royal Monceau, além do quarto ser perfeito para as minhas malas, eles têm um restaurante que se chama Matsuriza que é super badalado e uma delícia! Eu descia e encontrava o Karl Lagerfeld jantando e outros ícones incríveis!

posts relacionados

posts recomendados