Pop culture

Kim Kardashian é acusada de apropriação cultural em seu mais novo projeto

A empresária é sempre cercada de polêmicas
Reading time 2 minutes

Essa semana Kim Kardashian West anunciou a sua mais nova empreitada: a marca de shapewear, batizada de Kimono Solutionwear. Acompanhada do lançamento, Kim lançou marcas registradas para “Kimono Body”, “Kimono Solutionwear” “Kimono World” e “Kimono Intimates”. A decisão foi recebida com críticas de seus fãs japoneses, já que eles veem o jogo de palavras como mais um exemplo da aptidão de Kim para a apropriação cultural.

Embora “quimono” em japonês signifique “algo para vestir”, a frase é mais frequentemente usada para se referir a roupas formais tradicionais, usadas principalmente por mulheres em casamentos ou ocasiões especiais. Esta não é a primeira vez que o vestido japonês ornamentado foi copiado pela moda ocidental, mas o movimento de marca registrada parece muito explorador para aqueles que não querem a roupa tradicional associada à marca.

“Como uma pessoa japonesa e uma amante de quimono, fico tão triste que muitas pessoas pensam em roupas íntimas quando vêem a palavra 'quimono'”, twittou o usuário @yagami_rin. “O quimono é realmente um vestido especial para nós. Por favor, pense sobre isso mais uma vez."

Enquanto o nome “Kimono” vem com seus próprios problemas, o termo “Solutionwear” também questiona quais questões sobre o corpo realmente precisam ser resolvidas. "Solutionwear" sugere que nossos corpos femininos são de alguma forma um problema que precisa de correção.

1561725108519447 captura de tela 2019 06 28 a s 09.31.30
1561725110914402 captura de tela 2019 06 28 a s 09.31.21
1561725114028099 captura de tela 2019 06 28 a s 09.31.13
1561725139161363 captura de tela 2019 06 28 a s 09.32.04

Tags

posts relacionados

posts recomendados