Pop culture

Meghan Markle não foi a única: veja quem da família real já falou sobre aborto

Essas mulheres foram corajosas para falar em público sobre o assunto
Reading time 4 minutes

No final do mês passado, em novembro, Meghan Markle comoveu o mundo ao revelar toda a dor que ela e seu marido, Príncipe Harry, sofreram depois que a sua segunda gravidez terminou em um aboto espontâneo em julho deste ano. Ela foi corajosa ao contar essa terrível experiência através de um texto poderoso publicado pelo "New York Times", batizado de "The Losses We Share". Nele, ela descreveu os detalhes de quando percebeu que estava perdendo seu filho.

O aborto espontâneo é algo com que mulheres do mundo inteiro sofrem. Normalmente a dor é tão grande que elas escolhem não conversar sobre. Mas parece que Meghan não é a única da família real inglesa a dar esse passo e abrir um diálogo público sobre o assunto. 

 

 

Zara Tindall, a neta mais velha da rainha, anunciou sua segunda gravidez em novembro de 2016, quase três anos após o nascimento de sua primeira filha, Mia. Mas, tragicamente, apenas um mês depois, na véspera de Natal, Zara e seu marido Mike Tindall compartilharam a triste notícia de que haviam sofrido um aborto espontâneo. "Infelizmente, Zara e Mike Tindall perderam seu bebê. Neste momento difícil, pedimos que todos respeitem sua privacidade", disse uma porta-voz do casal na época.

Em uma entrevista posterior ao "Sunday Times", Zara explicou que, embora tenha sido difícil navegar por uma experiência tão dolorosa de conhecimento público, na verdade ela teve um impacto positivo no início de algumas conversas importantes. “Depois, muitas pessoas escreveram para mim e Mike dizendo que haviam passado pela mesma coisa”, disse Zara. Na mesma entrevista, Zara também revelou que sofreu um segundo aborto "muito cedo" em outra gravidez, que nunca foi divulgada ao público. 

 

 

Sophie, Condessa de Wessex - que é casada com o filho mais novo da Rainha, Príncipe Edward - também perdeu um bebê, na forma de uma gravidez ectópica (ou seja, quando óvulo fertilizado é implantado fora do útero). Edward, o conde de Wessex, falou sobre o trauma disso enquanto sua esposa estava recebendo uma cirurgia que salvou sua vida em relação à gravidez.

"É uma experiência bastante traumática. Conforme a dor diminui, o alívio aumentará", Edward disse na época.

 

Tags

familia-real
meghan-markle

posts relacionados

posts recomendados