Cultura

Secretária de Bill Clinton contará sua parte da história sobre o escândalo sexual em série

Monica Lewinsky ajudará na produção
Reading time 4 minutes

Em 2018, o produtor Ryan Murphy havia escolhido o "A Vast Conspiracy: The Real Sex Scandal that Nearly Brought Down a President", (ou "A vasta conspiração: o verdadeiro escândalo sexual que quase derrubou um presidente"), livro de Jeffrey Toobin sobre o relacionamento de Bill Clinton com Monica Lewinsky e os procedimentos subseqüentes de impeachment, mas estava tendo dúvidas se deveria fazer mesmo ou não uma série sobre isso. 

Por obra do destino, Murphy encontrou Monica em uma festa. "Eu disse a ela: 'Ninguém deveria contar sua história, a não ser você", comentou ele ao Hollywood Reporter. "'Se você quer produzir comigo, eu adoraria; mas você deve ser a produtora e ganhar todo o crédito.'"

 Seu desejo se tornou realidade. Monica está produzindo a terceira parte da American Crime Story, da FX, produzida por Murphy. Infelizmente as gravações tiveram que ser interrompidas, devido ao coronavírus.

 

 

Murphy disse a Collider que a série estava programada para começar a produção no final de abril, antes de ser adiada em meio à pandemia. E quanto os atores? Beanie Feldstein foi escalada como Monica Lewinsky. Clive Owen assumirá o papel de Bill Clinton. Eles compartilharão a tela com Sarah Paulson como Linda Tripp e Annaleigh Ashford como Paula Jones.

 Lewinsky estava hesitante no início de assinar, mas finalmente conseguiu. Em entrevista à "Vanity Fair", ela fez um relato emocionante: "Sou muito grata pelo crescimento que fizemos como uma sociedade que permite que pessoas como eu, historicamente silenciadas, finalmente reintroduzam minha voz na conversa. Isso não é apenas um problema comigo. Pessoas poderosas , muitas vezes homens, tiram vantagem daqueles subordinados de inúmeras maneiras o tempo todo."

 

 

O impeachment oferecerá um reexame muito necessário do escândalo. O CEO da FX, John Landgraf, disse que o programa destacará "as dimensões negligenciadas das mulheres que se viram envolvidas no escândalo e na guerra política que lançaram uma longa sombra sobre a Presidência de Clinton". O livro está sendo adaptado para a minissérie pela dramaturgo Sarah Burgess.

O primeiro episódio foi originalmente programado para domingo, 27 de setembro de 2020, às 22h no canal FX - mas, considerando os atrasos na produção causados ​​pelo coronavírus, não está mais claro quando o programa será lançado.

 

 

 

Tags

cultura
livro
assedio-sexual

posts relacionados

posts recomendados