Moda

Presidente de grande rede de fast fashion é acusado de assédio

Sir Philip Green, presidente da Topshop, nega as acusações
Reading time 1 minutes

Quando pensamoms que o movimento #MeToo tinha exposto todas as questões de assédio no mundo da moda e do entretenimento, ainda nos surpreendemos com revelações por trás dos bastidores. O presidente da gigante fast fashion britânica Topshop é o novo alvo por ter abusado sexualmente e racialmente os seus empregados.

1540893386906557 topshop 3
Foto: Reprodução/Instagram @topshop

Segundo o portal Telegraph, Sir Philip Green, já vinha sofrendo processos por parte dos membros da marca, mas seu nome foi mantido em segredo até agora, quando foi negado o pedido de sigilo para que futuros profissionais não sofressem a mesma situação de racismo e bullying no futuro.

 

A decisão de divulgar o ocorrido foi fortalecida ainda porque foi provado que estes abusos continuaram a se repetir mesmo após o início das acusações. 

1540893397834362 topshop
Foto: Reprodução/Instagram @topshop

O Sir Phillip Green segue negando veemente todas as acusações e afirma que está tomando as medidas cabíveis no caso. 

1540893406163161 topshop 41540893406256771 topshop 5
Fotos: Reprodução/Instagram @topshop

posts relacionados

posts recomendados