Pop culture

Jeffrey Epstein é acusado de abusar de modelos da Victoria’s Secret

O bilionário era amigo pessoal do atual CEO da marca
Reading time 3 minutes
Foto: Getty Images

O investidor bilionário Jeffrey Epstein foi preso no início deste mês acusado de tráfico sexual de menores em Nova York e na Flórida, entre 2002 e 2005. Como várias empresas estão revelando os amigos e associados poderosos de Epstein, parece haver um link entre ele e Les Wexner, CEO da L Brands, a empresa-mãe da Victoria's Secret. Agora, o “New York Times” está reportando que Epstein costumava se passar por recrutador para o catálogo da lingerie da label.

De acordo com o jornal, em meados dos anos 90, Esptein tinha influência sobre as finanças, a filantropia e a vida privada de Wexner e usou sua proximidade com Wexner para obter acesso a modelos. Em 1996, a modelo Maria Farmer alega que Epstein a agrediu sexualmente na mansão de Wexner em Ohio. Ela afirma que ligou para a polícia, mas não foi autorizada a sair por 12 horas. Nem mesmo um ano após o incidente com Farmer, Epstein supostamente atacou outra modelo, Alicia Arden, em seu quarto de hotel em Santa Mônica. 

Ela apresentou um relatório policial uma semana depois. “Por que alguém tão poderoso e bem-sucedido [Wexner] seria amigo de alguém como Jeffrey Epstein?”, Pergunta Arden ao jornal. "Eu não entendo" completa.

Um porta-voz da L Brands disse em um comunicado: “Embora o Sr. Epstein tenha sido gerente de dinheiro pessoal do Sr. Wexner por um período, que terminou há quase 12 anos, não acreditamos que ele tenha sido empregado ou atuou como representante autorizado da empresa." Epstein, de 66 anos, foi preso em Nova Jersey em 6 de julho por supostamente abusar sexualmente de dezenas de menores em sua mansão no Upper East Side, bem como em sua mansão em Palm Beach, na Flórida, entre 2002 e 2005.

 

 

 

 

 

Tags

posts relacionados

posts recomendados