Wellness

5 partes do corpo feminino que possuem nomes de homens

Você sabia que o "ponto G" recebeu esse nome graças ao médico Ernst Grafenberg? Descubra a história por trás dessas "homenagens":
Reading time 2 minutes

"Homenagem", substantivo feminino que quer dizer "expressão ou ato público como mostra de admiração e respeito por alguém". Te perguntamos, por que o corpo feminino é repleto dessas singelas referências aos homens médicos?

 

Em nova pesquisa da BBC, a médica australiana Leah Kaminsky fez um "tour pela pélvis feminina" e não gostou do que encontrou. "A verdade é que os homens estão por todo o corpo feminino - homens brancos que foram anatomistas e já morreram, diga-se. Seus nomes são imortalizados como o de exploradores audaciosos por conquistar a geografia da pélvis feminina como se fosse uma terra de ninguém".

 

Até os deuses estão presentes nas mulheres – como o deus grego do casamento, Hímen, que morreu na noite de sua boda. A palavra vem do grego hyalos, também conhecido como membrana. O médico Andreas Vesalius, conhecido como o pai da anatomia moderna, começou a usar o termo durante o século XVI.

 

Até grande parte do século XX as mulheres não faziam parte da academia médica, ou seja, os nomes masculinos continuaram nomeando o corpo da mulher. Refletindo não apenas o sexismo em sua história, mas também a sua perpetuação. Afinal, a linguagem influencia nossa percepção da realidade.

Descubra 5 partes do corpo feminino que possuem nomes de homens:

Ponto G: Ernst Grafenberg

Trompas de Falópio: Gabriel Falópio

Glândula de Bartholin: Casper Bartholin

Saco de Douglas: James Douglas

Hímen: deus grego do casamento

posts relacionados

posts recomendados