Wellness

Como a perda do olfato pode afetar a saúde mental

Estudo relaciona perda do olfato e seu impacto negativo na qualidade de vida. Entenda!
Reading time 3 minutes
(Foto: Eugene Zhyvchik / Unsplash)

Parece algo tão natural, sentir o cheiro de flores, da comida sendo preparada na cozinha ou até mesmo suspirar fundo ao notar a terra molhada. Como perder essa sensação poderia afetar a sua saúde mental? Ainda que pareça um questionamento complexo, com os casos de COVID-19 trazendo a perda de olfato como um de seus sintomas, o debate se torna imprescindível. 

 

Uma pesquisa divulgada pela Progress or Neurobiology, e feita pela Northwestern Medicine, revela o quanto o cheiro tem uma ligação intensa com nossas memórias por estar conectado ao hipocampo, descrito como "a sede da memória no cérebro”. O estudo revela, inclusive, que entre os outros sentidos primários como audição e visão, é o olfato que tem essa conexão mais forte. 

1618335434892217 vanessa kintaudi lagud6n4nqq unsplash
(Foto: Vanessa Kintaudi / Unsplash)

“A perda do olfato é subestimada em seu impacto tem profundos efeitos negativos na qualidade de vida, e muitas pessoas subestimam isso até sentirem isso”, explica Christina Zelano, professora assistente de neurologia da Escola de Medicina Feinberg da Northwestern University. “A perda do olfato está altamente relacionada à depressão e à baixa qualidade de vida”.

 

A perda de olfato em pessoas infectadas pela COVID-19 dura quanto tempo? Christina revela que “a maioria das pessoas que perdem o cheiro para COVID o recuperam, mas o período de tempo varia muito, e algumas tiveram o que parece ser uma perda permanente”.

 

1618336716061683 pexels cottonbro 4273079
(Foto: Pexels)

Esses sintomas da COVID-19 como como perda de paladar, olfato, memória e zumbido nos ouvidos “em alguns casos, é quase um trauma médico”, revela Dr. Shubi Mukatira, psiquiatra do Centro de Transformação de Memphis para a WMC Action News 5. A publicação explica ainda que, pessoas que vivenciam “efeitos colaterais que mudam a vida” podem passar até mesmo pelos 5 estágios do luto (negação, raiva, barganha, depressão e aceitação).

 

Essas etapas, entretanto, podem não ser as únicas. De acordo com a publicação, pode existir uma 6ª fase. “Chegamos à aceitação e então encontramos um significado. Talvez haja algum significado desta experiência que eu tive que eu possa derivar - ser útil para os outros ou para minha própria vida daqui para frente” explica o doutor.

1618335538339722 andi rieger tmqvmcyrbt4 unsplash
(Foto: Andi Rieger/Unsplash)

Tags

saude-mental
bem-estar

posts relacionados

posts recomendados